Mailson Santana|Divulgação
Mailson Santana|Divulgação

Henrique é expulso, Flu perde e segue sem vitórias no ano

Zagueiro leva vermelho na estreia no 3 a 1 para o Volta Redonda

O Estado de S.Paulo

31 Janeiro 2016 | 21h37

O Fluminense segue sem vencer na temporada. Após decepcionar nos amistosos nos Estados Unidos e sofrer derrota para o Atlético Paranaense na Copa Sul-Minas-Rio, a equipe voltou a decepcionar e perdeu por 3 a 1, para o Volta Redonda, neste domingo, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela abertura do Campeonato Carioca.

A partida marcou a estreia do Henrique, zagueiro contratado para ser o grande líder do sistema defensivo, mas que fez uma estreia para jamais ser lembrada. Além de ter falhado no primeiro gol do adversário, o jogador se mostrou perdido em vários momentos do jogo e ainda foi expulso ao tomar o segundo cartão amarelo.

Os problemas do Fluminense na partida começaram logo aos oito minutos, quando Felipe Amorim, um dos poucos destaques da partida de quarta-feira, contra o Atlético Paranaense, sentiu um problema muscular e foi substituído por Marcos Júnior.

Sem o jogador, a ação ofensiva da equipe não existiu. Era uma posse de bola sem eficiência e qualidade. Para piorar, Henrique entrou em cena. O zagueiro se aventurou ao ataque, perdeu a bola e viu o contra-ataque rápido do adversário. Vinicius Pacheco abriu o jogo com Tiago Amaral, que fez 1 a 0, aos 32 minutos do primeiro tempo.

Aos 42, outro vacilo. Wellington Silva interceptou a bola com a mão e cometeu pênalti. Tiago Amaral cobrou e fez o seu segundo gol no jogo. O desespero de Eduardo Baptista fez com que Magno Alves entrasse em campo ainda na etapa inicial. Sem sucesso.

No intervalo, mesma esperança de mudança frustrada. Com Fred bem marcado e praticamente sem participação no jogo, o Fluminense apelou para o jogo aéreo. Em um dos lances, Fred fez bom pivô, mas Gustavo Scarpa errou o chute.

O fim da esperança tricolor foi aos 19 minutos. Henrique foi driblado na intermediária e derrubou o adversário. Como já tinha o cartão amarelo, ele foi expulso e dificultou ainda mais a vida do Fluminense, que só não tomou mais um gol graças a uma excelente defesa de Diego Cavalieri.

Aos 43, em boa jogada de Magno Alves, o Fluminense teve um pênalti. Fred cobrou com tranquilidade e diminuiu a vantagem, mas, três minutos depois, veio novo golpe. Em contra-ataque rápido, Pedro Isidoro saiu em velocidade e tocou na saída de Cavalieri: 3 a 1.

FICHA TÉCNICA

VOLTA REDONDA 3 X 1 FLUMINENSE

VOLTA REDONDA - Mota; Marrone, Maílson, Luan e Cristiano; Bruno Barra, Marcelo, Djavan (Pedro Isidoro), Rafael Pernão e Vinícius Pacheco (Pablo); Tiago Amaral (Lopes Tigrão). Técnico: Felipe Surian.

FLUMINENSE - Diego Cavalieri; Wellington Silva, Gum, Henrique e Léo Pelé (Osvaldo); Edson (Magno Alves), Cícero, Gustavo Scarpa, Daniel e Felipe Amorim (Marcos Júnior); Fred. Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS: Tiago Amaral, aos 32 e 42 do primeiro tempo; Fred, aos 43, e Pedro Isidoro, aos 46 do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Marcos Júnior, Wellington Silva e Edson (Fluminense); Tiago Amaral e Pedro Isidoro (Volta Redonda).

 

CARTÃO VERMELHO - Henrique (Fluminense) e Cristiano (Volta Redonda).

RENDA - R$ 43.060,00.

PÚBLICO - 1.531 pagantes (2.031 no total).

ÁRBITRO - Rodrigo Nunes de Sá.

LOCAL - Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.