Henrique na Justiça contra o Guarani

O Guarani ganhou mais uma baixa para sua estréia no Torneio Rio-São Paulo. É o volante Henrique que entrou com pedido na Justiça do Trabalho para ganhar seu atestado liberatório, avisando que não atuará contra o Bangu, neste domingo, no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas. O jogador reclama de dois meses de salários atrasados, além do 13º salário. Fora isso, garante que há cinco meses não recebe o valor correspondente ao direito de imagem. Mesmo sabendo que pode ter um confronto direto com a diretoria, o jogador garante que prefere assumir o risco. "Só estou querendo defender os meus direitos. É uma posição difícil, mas resolvi assumir tudo", explicou. A diretoria informou que não pagaria os valores atrasados ao jogador, mas liberou um mês de salário para todo o elenco nesta sexta-feira. Antes deste caso, o clube enfrentou problemas com o atacante Sinval, que também entrou na Justiça. Mas, quinta-feira , ele chegou num acordo para se transferir para a Portuguesa de Desportos. O recém-contratado para o ataque, o veterano Zé Afonso, está sem condições legais de jogo, obrigando o técnico Zé Mário a escalar uma nova dupla de ataque formada por dois garotos: Léo, de 18 anos, e Dudu, de 21 anos. Para o lugar de Henrique, o técnico deve confirmar Wilson Surubim.

Agencia Estado,

18 de janeiro de 2002 | 17h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.