Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Henrique pede para Arrascaeta treinar no Cruzeiro até definir futuro

Meia uruguaio está na mira do Flamengo e tem faltado aos treinos do time mineiro

Redação, Estadão Conteúdo

05 de janeiro de 2019 | 19h45

Capitão do Cruzeiro, Henrique também comentou neste sábado sobre o imbróglio envolvendo Arrascaeta. O volante concedeu entrevista coletiva na Toca da Raposa II e assegurou que não teve contato nos últimos dias com o meia uruguaio, que está na mira do Flamengo. Mas defendeu que ele se apresente e participe dos treinamentos da pré-temporada enquanto o seu futuro não é definido.

"Não sei se ele está incomunicável. Nesse momento, não fica muito em comunicação. Minha opinião é essa: treinaria e deixava as coisas acontecerem", afirmou o volante, que espera ver a situação de Arrascaeta ser resolvida nos próximos dias. "A diretoria vai resolver da melhor forma", acrescentou.

Neste sábado, Arrascaeta faltou pelo terceiro dia consecutivo aos trabalhos da pré-temporada do Cruzeiro. O uruguaio interessa ao Flamengo, sendo que nos últimos dias o jogador uruguaio, em manifestações nas redes sociais, e Itair Machado, vice-presidente de futebol do clube mineiro, trocaram farpas e acusações.

Com a situação de Arrascaeta indefinida, o elenco do Cruzeiro iniciou neste sábado um período de concentração na pré-temporada. Isso só chegará ao fim no dia 19, quando o time estreará no Campeonato Mineiro contra o Gurarani, em Divinópolis.

"A base familiar é muito importante. O tempo que mais passamos juntos são nas férias de dezembro. Ficamos com os filhos, a esposa, os pais, que às vezes estão longe. E aqui é a família que convivo todo dia. Família de trabalho, de união, de amizade. Trocamos ideias e aqui no Cruzeiro a convivência é muito importante e fundamental. Acaba virando família, porque você troca sentimentos de base de família, caráter, dedicação", afirmou Henrique.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.