JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Henrique pede para Kleina continuar no Palmeiras

Treinador está no comando do time alviverde desde setembro de 2012

Ciro Campos, Agência Estado

23 de outubro de 2013 | 18h22

SÃO PAULO - Zagueiro e capitão do Palmeiras, Henrique admitiu nesta quarta-feira que torce pela permanência do técnico Gilson Kleina no centenário do clube, no ano que vem. A diretoria palmeirense ainda não definiu se o treinador, no cargo desde setembro de 2012, será mantido em 2014, mas, na opinião do jogador, a continuidade será importante para o desempenho do time.

A definição sobre o futuro do técnico deve sair nas próximas semanas. O Palmeiras enfrenta o São Caetano no sábado, no Pacaembu, pela 32ª rodada da Série B, e depende apenas de um empate para confirmar o retorno à primeira divisão, o grande objetivo do clube para a temporada 2013.

"Depois de tudo o que aconteceu, o Kleina pegou o time em uma situação crítica e foi homem em assumir. Passamos dificuldades juntos e o grupo se uniu e o ambiente ficou bom por méritos dele", elogiou Henrique, ao fazer uma avaliação do trabalho do treinador, que foi contratado no ano passado para tentar salvar o time do rebaixamento, mas não conseguiu.

"Todos os jogadores gostam dele, então é claro que a diretoria tem que pensar nisso aí. Ficaríamos tristes se ele saísse, é um grande profissional", comentou Henrique. Para o zagueiro, a confirmação do acesso, a conquista do título da Série B e a decisão sobre a permanência do técnico formam as melhores maneiras de se começar a próxima temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasGilson Kleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.