Sérgio Neves/AE - 11/9/2009
Sérgio Neves/AE - 11/9/2009

Henrique também pode acionar a Justiça contra o São Paulo

Diretoria do clube chamou o atacante para rever detalhes do contrato e evitar caso semelhante ao de Oscar

Marcius Azevedo, Agencia Estado

25 de dezembro de 2009 | 19h47

O São Paulo cassou na última quarta-feira a liminar que liberava Oscar do seu contrato com o clube, mas a briga na Justiça está longe de acabar e o empresário do jogador, Giuliano Bertolucci, continua confiante em conseguir desvincular o garoto do Morumbi - principalmente se a história chegar na Fifa.

Veja também:

linkLéo Lima realiza sonho no São Paulo e mira Libertadores

Pior: o empresário pode dar mais dor de cabeça ao clube. Na última semana, depois que o caso Oscar se tornou público, dirigentes são-paulinos ligaram para o atacante Henrique, outro garoto que faz parte do elenco profissional, e pediram para que ele e seus pais comparecessem ao clube imediatamente a fim de uma revisão no contrato. A intenção do São Paulo era discutir detalhes do seu acordo contratual.

O jovem, de 18 anos, no entanto, recusou-se a aparecer e avisou que quem cuidaria do assunto era seu agente, Giuliano Bertolucci, o mesmo de Oscar.

A diretoria são-paulina espera chumbo grosso. Está preocupada que Henrique, que teve pouquíssimas chances em 2009, possa seguir o caminho de Oscar e entrar na Justiça para rescindir seu vínculo. Assim como o de Oscar, o documento teria brechas que poderiam ser utilizadas pelo empresário para obter sua liberação.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSão Paulo FCHenriqueOscar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.