Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Paulo Pinto/São Paulo FC
Paulo Pinto/São Paulo FC

Hernán Crespo considera 'crítica' situação de contusões no elenco do São Paulo

Treinador, que já não contava com  Miranda, Rigoni e Luciano, agora perde Eder por contusão

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2021 | 07h21

O técnico Hernán Crespo considera 'crítica' a situação de contusões pela qual passa o São Paulo. No primeiro duelo das oitavas de final da Copa Libertadores, o empate com o Racing por 1 a 1, no Morumbi, o atacante Eder aumentou a lista de lesionados, que conta com atletas importantes como Miranda, Rigoni e Luciano. Daniel Alves é outro desfalque por estar na seleção que vai disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"A situação é crítica em 360 graus, ninguém falou o contrário, que era fácil. É muito difícil, mas muito. Mas acreditamos no trabalho e vamos pensar no próximo jogo para tentar sair da situação difícil e conquistar a vaga nas quartas sem pensar em aspectos negativos", disse o treinador, em entrevista coletiva.

Crespo explicou o motivo de deixar Benítez inicialmente na reserva e a ausência de Hernanes entre os relacionados. "Martin está passando por um momento difícil fisicamente. Então vamos ter muita atenção nesse ponto", disse. "É uma situação particular e privada que prefiro não falar. Talvez a direção ou o Hernanes, acredito que não devo falar neste momento."

Apesar dos problemas físicos, Crespo está confiante. "Temos grande elenco para passar por isso. Rigoni, Miranda... não estamos falando de jogadores normais, mas de atletas importantes para o time. Em Libertadores precisamos dos melhores, temos desfalques importantes, mas temos possibilidade. São 90 minutos em Buenos Aires em que podemos conseguir o resultado que esperamos."

O treinador reclamou do calendário nacional. "Não podemos treinar, jogamos a cada três dias. É impossível. A gente trabalha o ano inteiro, sem férias, sem folga. Não temos tempo para descansar. (Enfrentando) sempre situações importantes, de limite. É assim, não vai mudar. É um fato, todos sabem. Tentamos fazer o melhor possível."

Tudo o que sabemos sobre:
CrespoSão Paulo Futebol Clubefutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.