Hernanes admite: 'Falta um espírito mais aguerrido'

Volante aponta este fato como ponto decisivo para que o São Paulo encontre o caminho do bom futebol

Gabriel Navajas, Jornal da Tarde

24 de fevereiro de 2008 | 20h33

Um dos poucos que se salvaram no empate de ontem contra o Noroeste, o volante Hernanes, que tem atuado mais como meia, detectou o problema do São Paulo neste Campeonato Paulista. A equipe não consegue engrenar e mostrar bom futebol. Parece perdida e com muita dificuldade de encaixar o esquema tático. Veja também: São Paulo não passa de empate com o Noroeste no Morumbi"As chances de gol têm aparecido, até conseguimos jogar bem em algumas ocasiões, mas está faltando um espírito mais aguerrido, temos de ser mais agressivos". Para ele, só assim o São Paulo poderá voltar a ser aquele time que se destacou nos últimos dois anos, com a conquista do Campeonato Brasileiro. "Falta esse espírito para as vitórias voltarem ao Morumbi."Hernanes acredita que a estréia na Copa Libertadores, na quarta-feira, pode ser o recomeço. "Em jogos difíceis, em que a equipe é posta à prova, nós sempre damos a resposta. Foi assim ano passado." Para o goleiro Rogério Ceni, a expulsão de Richarlyson foi fundamental para a queda de rendimento. "Fizemos um primeiro tempo ótimo. Depois, com um homem a menos, sentimos. Com 11 contra 11 nós jogamos de igual para igual com Noroeste, Boca Juniors ou qualquer outra equipe", afirmou. O técnico Muricy Ramalho procurou poupar Richarlyson. "A gente fala pra evitar reclamar da arbitragem, dar carrinhos... Mas eles são seres humanos, às vezes é difícil."

Tudo o que sabemos sobre:
São Paulo FCPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.