Hernanes ganha espaço no São Paulo

Terminado o treino do São Paulo, os jogadores fazem alongamento, tomam banho e vão para casa. A rotina só é quebrada por aqueles escolhidos para as entrevistas. E por Hernanes.O jogador de 20 anos é obsessivo pelo trabalho. Pega algumas bolas e dirige-se ao campo menor, onde treinam os goleiros. Ali, no muro, há um gol pintado. Hernanes fica, de longe, fazendo seu exercício particular.Na esquerda, toca a bola de lado e chuta com a direita, buscando o lado esquerdo do goleiro. Depois repete os exercícios, de forma invertida, desde a direita. São muitos chutes. O que prova que os dois gols marcados contra Santos e Flamengo não foram coincidência. Foram fruto de trabalho.Ele faz também exercícios de controle de bola. Dez, 20 minutos. Uma dedicação que só é vista em Rogério Ceni e em Lugano. E que tem dado bons frutos ao jovem jogador.Hernanes, que começou como meia-direita, está escalado para substituir Cicinho na lateral-direita do São Paulo no jogo contra o Botafogo, domingo, no Rio. ?Para mim, não tem problema algum, porque tenho facilidade para jogar no setor, mas ainda prefiro vencer no meio-de-campo?, disse o jogador, que já atuou também na lateral-esquerda.Paulo Autuori tem confiança em Hernanes. E o escala como titular, apesar da grande importância que dá aos dois próximos jogos. ?Se ganharmos do Botafogo e do Inter, fora de casa, nossas chances de lutar pelo título aumentarão muito?, afirmou o treinador do São Paulo.A recuperação do São Paulo no segundo turno é impressionante. O time disputou sete partidas, ganhou seis e empatou uma. Conseguiu 19 dos 21 pontos possíveis, com um aproveitamento de 90,47%. Com isso, diminuiu de 18 para 11 pontos a distância que o separava do líder do campeonato.Com Hernanes confirmado na vaga de Cicinho, Autuori definiu o time que pega o Botafogo. Amoroso volta ao ataque, formando dupla com Christian. Já Fabão tem alguma chance de retornar à defesa - o zagueiro fará tratamento médico durante a semana e, se as dores no calcanhar direito sumirem, será escalado ao lado de Lugano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.