Hernanes não se abate e pede alegria ao São Paulo

A hospitalização do técnico Ricardo Gomes devido a uma vasculite incomoda o grupo de jogadores do São Paulo, assim como a derrota no clássico para o Palmeiras. Porém, as atenções de todos no CT da Barra Funda na reapresentação desta segunda-feira já estavam voltadas para o jogo de quinta, pela Copa Libertadores, contra o Once Caldas, na Colômbia.

ANDRÉ AVELAR, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2010 | 18h08

Para Hernanes, esta soma de problemas não atrapalha. "Perder, empatar e ganhar a gente está até acostumado. Ficamos chateados com isso (hospitalização de Gomes), é algo que nunca passou pela cabeça", disse o volante. "Futebol não combina com tristeza, temos que estar alegres para conseguir um bom resultado na quinta-feira. Se a gente for lá e fizer um bom resultado, tudo já muda."

Segundo o jogador, mesmo a troca de comando - Gomes deve ficar afastado por pelo menos duas semanas e o auxiliar Milton Cruz é quem assume - não causará impacto no time. "O Milton a gente já conhece, não é estranho", resumiu Hernanes.

Para enfrentar o Once Caldas, o São Paulo viaja já na manhã desta terça. A partida contra o time colombiano, responsável pela eliminação dos são-paulinos na Libertadores de 2004, será em Manizales, às 21h10 (de Brasília). O jogo é o segundo da equipe pelo Grupo 2, depois de estrear com vitória sobre o Monterrey, do México, no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.