Wilton Júnior / Estadão Conteúdo
Wilton Júnior / Estadão Conteúdo

Herói contra o Santos, Gabriel nega gol para Tite e prega cautela no Flamengo

Atacante aplicou a 'lei do ex' em confronto entre líder e vice-líder e chegou a 16 gols no Brasileirão 2019

Redação, Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2019 | 19h48

Gabriel Barbosa saiu do Maracanã como o grande herói da vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Santos, na noite deste sábado, pela 19ª e última rodada do primeiro turno do Brasileirão. O atacante fez um bonito gol de cobertura, que rendeu ao time carioca o título simbólico do primeiro turno. No entanto, ele deixou claro que a equipe ainda não conquistou nada na temporada.

"Acho sem impacto nenhum [na briga pelo título]. São mais três pontos importantes conquistados na nossa casa. Mas ainda não vencemos nada. Foi um grande jogo, tivemos inúmeras chances para ampliar. Fico feliz pelo gol, realmente foi um golaço", avisou o atacante.

Questionado se o gol teria sido uma resposta para o técnico Tite, que acompanhou o duelo nas tribunas do Maracanã, Gabriel não pensou duas vezes em negar. O atacante não estava na última convocação do treinador, apesar das boas atuações no Brasileirão, ao contrário de Bruno Henrique, seu companheiro de time.

"Não fiz gol para ninguém. Fiz para os meus pais que estão aqui. Foi realmente um golaço. Vai ficar marcado na minha vida. Vou dedicar ao Diego Alves que me orientou sobre isso, que disse que o Éverson ficava adiantado", concluiu.

Outro ex-jogador do Santos, o atacante Bruno Henrique também seguiu a linha do companheiro, pediu pés no chão ao time na sequência da temporada e vê Gabriel na seleção, em um futuro próximo.

"Estamos muitos felizes pelo trabalho. Todos sabem que o Flamengo está jogando um grande futebol. Não ganhamos nada ainda. Há muito tempo o Flamengo não jogava assim. A gente desempenha um bom papel lá na frente com a ajuda de todos. Eles (defesa) são o alicerce de nós na frente", disse Bruno Henrique, que completou: "Gabriel é meu amigo desde a época do Santos. Não é surpresa para mim o que ele faz. É um cara dedicado, que sabe fazer gol. Merece estar na seleção e logo vai estar também", finalizou.

Com o resultado, o Flamengo se isolou ainda mais na liderança da competição, com 42 pontos, abrindo cinco pontos de vantagem sobre o Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.