Toru Hanai/Reuters
Toru Hanai/Reuters

Herói da classificação, brasileiro do Urawa se diz 'honrado' por jogar o Mundial

Rafael Silva, ex-Coritiba, marcou o gol do título da Liga dos Campeões da Ásia sobre o Al Hilal

Estadão Conteúdo

07 de dezembro de 2017 | 15h26

O Urawa Red Diamonds estreia no Mundial de Clubes neste sábado, quando encara o Al Jazira em Abu Dabi. Uma das principais apostas da equipe japonesa, campeã asiática, é o brasileiro Rafael Silva, atacante de 25 anos que não escondeu a felicidade por disputar a competição pela primeira vez.

+ Com gol brasileiro, Urawa fatura Liga dos Campeões da Ásia

"Muitos poucos chegaram até aqui. É uma grande honra e uma grande fonte de alegria. Nós conseguimos chegar com muito trabalho coletivo e esforço. E nos sentimos muito orgulhosos por representar o Japão", declarou, em entrevista ao site da Fifa.

Se não fosse por Rafael Silva, talvez o Urawa não estivesse no Mundial. Foi o brasileiro quem marcou o gol da vitória na decisão da Liga dos Campeões da Ásia, diante do Al Hilal, aos 43 minutos do segundo tempo, que garantiu o triunfo por 1 a 0, o título do torneio e a passagem para Abu Dhabi.

"Havia uma expectativa maciça, era um jogo muito difícil, muito tenso. E então, veio o gol. Foi um grande alívio e alegria", lembrou. "Foi um momento em que muitas coisas passaram pela minha cabeça. Como comecei, de onde vim, onde estou hoje, o quão longe cheguei e no que me transformei. Também teve a alegria pura que passou para todos em campo e nas arquibancadas."

Al Jazira e Urawa Red Diamonds estreiam neste sábado, às 14h30 (de Brasília). Quem avançar, será o primeiro rival do Real Madrid no torneio, na quarta-feira que vem, às 15 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMundial de ClubesRafael Silva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.