Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Herói da classificação do Grêmio, Alisson diz que gol 'ficou na cabeça'

Foi dele o gol nos acréscimos, que garantiu a vitória sobre o Estudiantes, possibilitou a disputa de pênaltis e a classificação gaúcha para as quartas da Libertadores

Estadão Conteúdo

30 Agosto 2018 | 21h02

Passados dois dias da classificação do Grêmio às quartas de final da Libertadores, o meia Alisson ainda vive a empolgação por ter sido o grande herói da equipe. Afinal, foi ele quem marcou nos acréscimos o gol que garantiu o triunfo por 2 a 1, terça-feira, na Arena, e levou a decisão da vaga para os pênaltis, nos quais os donos da casa levaram a melhor.

"Sempre que surge a oportunidade, acabo assistindo ao gol. Chega bastante mensagem, ficou na cabeça. Era o último lance do jogo, um momento marcante. Fico muito feliz, passa muita coisa na cabeça na hora. A gente sonha com momentos assim, e, quando acontece, a felicidade é imensa", declarou nesta quinta.

Alisson agora espera mais oportunidades como titular, afinal, o técnico Renato Gaúcho tem poupado os principais nomes do elenco nos jogos do Campeonato Brasileiro. Além disso, Everton estará a serviço da seleção brasileira quando o Grêmio enfrentar Santos e Internacional, o que deve render espaço ao meia.

"Se o jogador disser que não quer ser titular, será hipócrita. Mas desde que cheguei aqui, sempre falei que vim para ajudar e, claro, buscar meu espaço. Tem muitos jogadores de qualidade aqui, clube grande é assim, e cada um se respeita, se ajuda. Futebol é momento e daqui a pouco surge a oportunidade. Quando aparecer, vou fazer de tudo para que eu possa continuar ajudando meus companheiros ali dentro", disse.

Nesta quinta, o técnico Renato Gaúcho trabalhou com todo o elenco visando o confronto diante do Botafogo, sábado, na Arena, pelo Campeonato Brasileiro. Os únicos que ficaram de fora da atividade com bola foram os zagueiros Pedro Geromel e Kannemann e o atacante Jael. O comandante tricolor ainda não revelou a equipe que levará a campo no fim de semana.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebol Grêmio Alisson

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.