Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Herói em 2014, Götze admite tristeza por ausência em convocação da Alemanha

Meia-atacante do Borussia Dortmund deseja sorte aos companheiros e quer recuperar espaço no time de Joachim Low

Estadão Conteúdo

19 de maio de 2018 | 11h22

A pré-convocação da Alemanha para a Copa do Mundo deste ano teve a ausência de Mario Götze como grande destaque. Herói no título de 2014, no Brasil, o meia foi preterido pelo técnico Joachim Löw e não estará na Rússia. Como era de se esperar, isto o deixou bastante chateado.

+ Confira a página especial da Copa do Mundo

+ Fora da lista, Sandro Wagner diz que não jogará mais pela Alemanha

+ Veja a tabela da Copa da Rússia

"É claro que estou triste por não ser convocado para a Copa do Mundo. Mas vou fazer tudo que puder para voltar à seleção nacional. Desejo aos garotos, aos técnicos e ao time por trás da equipe tudo de bom na Rússia, e vou cruzar os dedos para que eles sejam campeões do mundo", escreveu neste sábado em sua página no Twitter.

Götze foi o grande responsável pela conquista do quarto título mundial da Alemanha, em 2014, no Brasil. Na decisão diante da Argentina, o empate por 0 a 0 persistia até que, já na prorrogação, o meia aproveitou uma jogada pela esquerda e finalizou para a rede. O gol foi suficiente para garantir o triunfo por 1 a 0 e o troféu.

De lá para cá, porém, a carreira de Götze não tomou o rumo esperado. O jogador voltou ao Borussia Dortmund, clube que o revelou, e passou a sofrer com seguidas lesões, inclusive um distúrbio metabólico que ameaçou interromper sua trajetória. Atualmente, oscila boas e más atuações e sequer é titular absoluto do Dortmund.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.