Divulgação/Athletico
Divulgação/Athletico

Herói, goleiro Santos elogia atuação do Athletico-PR e divide méritos com o time

Camisa 1 exaltou a postura do time paranaense e não escondeu a felicidade por ter defendido a cobrança de Pepê

Redação, Estadao Conteudo

04 de setembro de 2019 | 22h42

O goleiro Santos saiu de campo na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, como o herói da classificação do Athletico-PR para a grande decisão da Copa do Brasil. O time paranaense avançou após bater o Grêmio na disputa por pênaltis, garantida com uma vitória por 2 a 0 no tempo normal, mesmo placar obtido pelo rival no confronto de ida da semifinal. O camisa 1 exaltou a partida feita pela equipe mandante e não escondeu a felicidade por ter defendido a cobrança de Pepê.

"Foi um jogo bastante difícil. Reverter 2 a 0 com uma equipe com a do Grêmio não é fácil. É uma equipe acostumada a jogar esse tipo de competição. Nossa equipe se comportou muito bem em campo. Fizemos o necessário para tirar essa vantagem e fui feliz em defender o pênalti da classificação", disse Santos.

O goleiro destacou sua participação na classificação da equipe rubro-negra, mas dividiu os méritos com os demais jogadores do elenco. O Athletico acertou todas as cinco cobranças na disputa por pênaltis, o que deu a oportunidade para Santos ser decisivo, o que acabou ocorrendo na quinta e última batida dos gremistas.

"Eu me sinto importante, assim como os que batem são importantes. Se eles não fizerem, fica difícil. Me sinto bem importante e feliz de ajudar a equipe de alguma forma. Se tiver que ser pegando pênalti, e eu estiver em uma noite abençoada, vai ser. O importante é nossa equipe estar classificada e na final", completou.

Já Marcelo Cirino minimizou as provocações antes de a bola rolar. Por ter vencido por 2 a 0 no Sul, o Grêmio era considerado o favorito para levar a vaga, mas o Athletico encontrou forças para disputar sua segunda final de Copa do Brasil - a outra foi em 2013, quando foi superado pelo Flamengo na luta pelo título.

"Futebol é assim. Se ganha dentro de campo. Do lado de fora, a gente deixa falar. Trabalhamos durante a semana e fomos premiados com essa vitória", afirmou o atacante.

Motivado com a classificação para a final da Copa do Brasil, o Athletico segue buscando uma vaga na Libertadores, também, via Campeonato Brasileiro. O time é o nono colocado, com 25 pontos, contra 27 do Inter, atual sexto colocado, que hoje fecha a zona de acesso ao torneio continental. O próximo desafio da equipe na competição nacional será neste domingo, contra o Santos, às 16 horas, na Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.