JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Herói, Romero festeja primeiro gol marcado depois de nove meses

Contra o Cruzeiro, paraguaio faz segundo tento pelo Corinthians

O Estado de S. Paulo

10 de maio de 2015 | 19h06

Um gol em 31 jogos, dez meses sem marcar, apenas cinco jogos no ano e última opção de Tite para o ataque. A vida de Ángel Romero não vinha sendo fácil nesta temporada, porém, ao fazer o único gol da vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro pela primeira rodada do Brasileirão, o paraguaio deu um passo para recuperar a confiança e ser uma das principais opções do técnico Tite ao fazer o seu segundo tento pelo time de Parque São Jorge.

Ao fim do jogo, o atacante sabe que além de essencial para o Corinthians, o tento marcado aos 37 minutos da última etapa podem mexer em seu atual status. "Melhorar é muito importante, porque viemos de uma derrota muito forte, mas graças a Deus ganhamos a partida. É muito bom começar ganhando no Brasileirão. Particularmente, para mim também foi muito bom com o gol porque eu não vinha jogando."

Em 32 partidas com a camisa do Corinthians, o jogador teve um bom início após chegar do Cerro Porteño e tornou-se titular após fazer o segundo gol da vitória por 3 a 0 sobre o Bahia, pela Copa do Brasil de 2014, no Itaquerão. No entanto, o paraguaio não convenceu como titular e logo voltou ao banco do time de Mano Menezes. Sob o comando de Tite, o atacante de 23 anos fez apenas a sua quinta partida no ano, em que marcou o seu segundo tempo com a camisa alvinegra.

Após a vitória, o Corinthians volta a São Paulo onde treinará para enfrentar o Guaraní (PAR), no Itaquerão. Caso consiga ganhar do time paraguaio por três gols de diferença na Libertadores, Romero pode ter chance de jogar novamente pelo Brasileirão no próximo sábado, quando o time paulista vai jogar contra a Chapecoense, na Fonte Luminosa, em Araraquara. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.