Hertha Berlin rebate cartaz homofóbico da própria torcida: 'Deixem de estupidez'

Faixa dirigida aos torcedores do Colônia dizia: 'Melhor ter uma mãe, a ter dois pais'

Estadão Conteúdo

23 Outubro 2016 | 15h08

Após uma torcida organizada do Hertha Berlin exibir um cartaz homofóbico nas arquibancadas do estádio, o clube se manifestou neste domingo contra os dizeres da faixa e avaliou a atitude como "estupidez".

A faixa de aproximadamente 50 metros dizia "WH96: melhor ter uma mãe, a ter dois pais" e foi dirigida à uma organizada do Colônia, na partida de sábado pelo Campeonato Alemão. Já o clube da capital reagiu com uma publicação no Twitter. "Deixem de estupidez! O Hertha Berlin sempre se distanciou de toda forma de discriminação."

O ato da organizada gerou revolta nas redes sociais durante e após o jogo. Entre as críticas, a revista alemã 11 Freunde afirmou que o Hertha "jogou tudo fora novamente". A Confederação Alemã vai investigar o caso, segundo declaração de um cartola ao jornal Express.

Além da posição oficial no Twitter do clube, um diretor também usou a rede social para expressar o repúdio à faixa da organizada. "Essa discriminação estúpida definitivamente não tem nada a ver com o Hertha Berlin", escreveu Paul Keuter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.