Hicks divulga desligamento de Dick Law

A Panamerican Sports Teams, braço da Hicks Muse, parceira do Corinthians, divulgou nesta segunda-feira a saída do presidente da empresa, Dick Law, que estava no cargo desde novembro de 1999. O comunicado continha dez linhas e não justificou a saída de Dick Law, prevista desde o segundo semestre do ano passado. Mas a mudança de comando, pode ser um dos reflexos da nova política que a Hicks Muse pretende adotar no futebol brasileiro, reduzindo os investimentos no País. A parceria com o Corinthians deve continuar, mas com outra versão. A Hicks Muse não pretende assumir novos compromissos com o futebol do clube. A empresa norte-americana deverá manter como única meta a construção do estádio, cujas obras deverão começar na segunda quinzena de abril, além de continuar explorando a marca Corinthians. Quanto ao Cruzeiro, a Hicks Muse deverá mesmo se desligar do clube mineiro. Nesse caso, o atacante Edílson, cuja posse federativa continua presa ao Corinthians, por causa da participação da empresa no investimento do atleta, poderá retornar ao Parque São Jorge. Dick Law atuou como gerente-geral da Corinthians Lincenciamentos, da Cruzeiro Licenciamentos e da Panamerican Estádios Ltda. O ex-dirigente disse que foi um privilégio trabalhar com dois dos maiores clubes do Brasil, "além de participar do projeto pioneiro da construção de um estádio em São Paulo." Os dirigentes do Corinthians aguardam nesta quarta-feira outros diretores da HM para anunciar o novos acordo entre o clube e a empresa. Enquanto se define o destino da parceria, a equipe começa nesta terça-feira a preparação para enfrentar o São Paulo, domingo, em Presidente Prudente.

Agencia Estado,

25 Março 2002 | 20h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.