Hiddink pode poupar meia Austrália contra o Brasil

Ninguém admite claramente, mas não será surpresa se a Austrália jogar com um time misto contra o Brasil, domingo, em Munique. A vitória de segunda-feira por 3 a 1 sobre o Japão deixou os australianos com boas chances de conquistar a segunda vaga do Grupo F nas quartas-de-final da Copa do Mundo, mas eles entendem que a classificação será decidida no confronto contra a Croácia, no dia 22. Por esse raciocínio não tem sentido colocar jogadores que têm um cartão amarelo contra os brasileiros, nem os que não estão totalmente em forma.Quatro jogadores da Austrália receberam cartão amarelo contra o Japão e estão ?pendurados" - na Copa, dois cartões na primeira fase representa suspensão automática. São eles o zagueiro Moore, o volante Grella, o meia Cahill e o atacante Aloisi. Além disso, o meia-atacante Kewell e o centroavante Viduka estão longe da melhor forma. Deles, é provável que só Viduka inicie a partida contra o Brasil.A possibilidade de o técnico holandês Guus Hiddink optar por poupar alguns jogadores foi comentada nesta terça-feira por seu assistente, Graham Arnold, depois do treino da manhã em Zweiflingen. ?Não falamos disso, mas ter quatro jogadores com cartão amarelo é preocupante", admitiu.No entanto, tudo indica que será feito mistério sobre a escalação pelo menos até sexta-feira. Numa tentativa de mostrar que a opção por atuar com um time misto não deve ser tão considerada assim, Arnold apelou para o óbvio: disse que todo jogador gostaria de enfrentar uma seleção como o Brasil e que, numa Copa do Mundo, devem atuar os melhores.?Não podemos nos dar ao luxo de descansar. Temos é de estar mentalmente e taticamente preparados para jogar com o Brasil, pois nada temos a perder", disse. ?Mas nesta altura, se conseguíssemos um bom resultado contra os brasileiros, seria muito bom."A Austrália volta a treinar na quinta-feira. Nesta quarta, dia de folga, os jogadores devem passar o dia com seus familiares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.