Hiddink quer Austrália de cabeça fria contra a Holanda

O técnico da Austrália, o holandês Guus Hiddink, disse a seus jogadores que eles devem entrar de cabeça fria no amistoso de domingo contra a Holanda, o penúltimo antes da estréia da equipe na Copa do Mundo, marcada para o dia 12, em Kaiserslautern, contra o Japão.Para o treinador do segundo adversário do Brasil no Mundial, será uma boa oportunidade para testar a capacidade de manter a posse de bola e alterar a formação tática durante a partida. Hiddink também quer evitar que a equipe, conhecida por sua defesa bem armada, recue demais diante do ofensivo time holandês.Será a primeira partida de Hiddink contra a seleção da Holanda, a mesma que ele comandou e levou ao quarto lugar na Copa de 1998, na França. Ele não deverá contar com o atacante Kewell, que se recupera de uma lesão na virilha, mas terá o atacante Aloisi e o meia Cahill, que vinham de contusão e não atuaram na vitória sobre a Grécia, na semana passada, que marcou a despedida do país, em Melbourne. Na quarta-feira que vem, a Austrália realiza o último amistoso, em Ulm, contra o Liechtenstein.Após pouco mais de seis meses no cargo - assumiu pouco antes da vitória sobre o Uruguai, na repescagem -, Hiddink já caiu nas graças dos australianos. "Percebi que ele vê coisas que as outras pessoas não vêem", disse o volante Bresciano. "Ele tem os pés no chão e transmite isso aos jogadores", afirmou o assistente Graham Arnold.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.