Hiddink revela que vai encerrar carreira nesta temporada

Dono de uma carreira vitoriosa, o holandês Guus Hiddink revelou nesta terça-feira que pretende encerrar a carreira de treinador ao final desta temporada europeia, quando acaba seu contrato com o Anzhi Makhachkala, da Rússia. Ele explicou que deseja passar a atuar como um supervisor.

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2012 | 19h25

"Vou parar no final da temporada. Com 66 anos de idade, acredito que já seja o suficiente", contou Hiddink, que vem fazendo boa campanha no Anzhi desde que assumiu o cargo em fevereiro - está perto da vaga nas oitavas de final da Liga Europa e é vice-líder do Campeonato Russo.

"O Anzhi será o último time que irei comandar. Não sei o que vou fazer depois. Talvez vire um conselheiro ou supervisor para jovens jogadores ou treinadores. Quero ensinar as pessoas como elas podem lidar com certas coisas do futebol ou como fazer suas carreiras", explicou.

Nos 30 anos da carreira de treinador, Hiddink comandou alguns dos maiores clubes da Europa, como Real Madrid, Chelsea e PSV Eindhoven. Também colecionou títulos importantes, como a Liga dos Campeões da Europa de 1988, o Mundial de Clubes de 1998 e a Copa da Inglaterra de 2009.

Ele também fez sucesso como técnico de seleções. Chegou a levar a Holanda à semifinal da Copa de 1998, quando perdeu para o Brasil nos pênaltis. Depois, conseguiu o quarto lugar com a Coreia do Sul no Mundial de 2002. E passou ainda por Rússia, Austrália e Turquia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGuus Hiddink

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.