Salvtore Laporta| AP
Salvtore Laporta| AP

Higuaín é suspenso e Napoli fica distante da briga pelo título

Jogador ficará suspenso por quatro jogos

Estadão Conteúdo

05 de abril de 2016 | 09h35

O Napoli sofreu mais um duro revés nesta terça-feira. Ainda sonhando com o título do Campeonato Italiano, apesar dos seis pontos que o separa da líder Juventus, o time de Nápoles perderá o artilheiro Gonzalo Higuaín pelos próximos quatro jogos. Ele foi suspenso por causa da expulsão sofrida na derrota para a Udinese por 3 a 1, no domingo.

Higuaín foi punido por causa da reação agressiva que teve contra o árbitro após ser expulso de campo, no segundo tempo do duelo disputado em Údine. Insatisfeito com chegada ríspida do zagueiro brasileiro Felipe, o atacante argentino acertou o defensor sem bola e foi expulso sem hesitação do árbitro.

O cartão vermelho irritou ainda mais o atacante argentino, que chegou a empurrar o juiz ao reclamar da marcação. Ao deixar o gramado, o jogador precisou ser contido por membros da comissão técnica do Napoli que o acompanharam até o vestiário.

A forte reação custou caro ao jogador e ao time. Afastado por quatro jogos, será desfalque importante justamente na reta final do campeonato. E logo em momento no qual Higuaín brilha no ataque. Artilheiro do Italiano, marcou 30 gols em 31 partidas. Com esta média, divide a artilharia da Europa com o brasileiro Jonas, do Benfica.

O atacante ficará de fora das partidas contra Verona, Inter de Milão, Bologna e Roma, que ocupa a terceira colocação e, com 63 pontos, já ameaça a vice-liderança do Napoli, que tem 67 - a Juventus tem 73.

Além de Higuaín, o técnico do Napoli, Maurizio Sarri, foi suspenso por um jogo também por reclamação contra o árbitro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.