Hino do Paraná é tocado em jogo do Santos e causa estranheza

Partida contra o Figueirense é disputada em Londrina por causa de punição ao time catarinense

O Estado de S. Paulo

11 de maio de 2014 | 18h49

LONDRINA - Um fato curioso chamou atenção na partida entre Figueirense e Santos, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo, envolvendo uma equipe de Santa Catarina e outra de São Paulo, teve a execução do hino do Estado do Paraná, pois foi disputado no Estádio do Café, em Londrina (PR). A situação causou estranheza nos jogadores das duas equipes, que ficaram sem saber o que fazer.

Desde que passou a ser obrigatório no futebol brasileiro a execução do hino nacional, muita polêmica já foi criada em torno dessa decisão, com exemplos de desrespeito que vão desde jogadores que não param de treinar enquanto o hino toca, até torcedores que continuam com seus canticos de incentivo aos times mesmo nos momentos em que o hino nacional é executado.

Em alguns casos, a situação é ainda mais constrangedora, porque além do hino nacional, é tocado também o hino oficial do Estado em que é realizada a partida. Isso é muito constante em jogos no sul do País. O que chamou atenção neste domingo é que o Figueirense, mandante da partida, não é do Paraná, que teve o hino executado, e sim de Santa Catarina e está atuando fora de casa por causa de uma punição sofrida em uma partida em 2013, quando ainda estava na Série B.

Na segunda rodada do Brasileirão, quando também atuou como mandante, o Figueirense jogou na Arena Barueri, mas não teve problemas com o hino, uma vez que em São Paulo não é obrigatória a execução do hino estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.