Hodgson minimiza importância de goleada para Inglaterra

Hodgson minimiza importância de goleada para Inglaterra

O técnico da seleção inglesa descartou relevância de goleadas como visitante diante de San Marino e Estônia

Estadão Conteúdo

08 de outubro de 2014 | 15h53

Após estrear nas Eliminatórias da Eurocopa de 2016 com uma vitória por 2 a 0 sobre a Suíça, fora de casa, a Inglaterra vai ter dois compromissos considerados mais fáceis nesta semana, diante de San Marino, em casa, nesta quinta-feira, e da Estônia, no domingo, como visitante. O técnico Roy Hodgson, porém, minimizou a importância de a equipe aplicar goleadas nesses confrontos.

Para ele, o saldo de gols não terá muita importância na definição dos classificados para a próxima Eurocopa. "Eu não acho que a classificação será disputada no saldo de gols, a coisa mais importante será como nós vamos jogar", disse.

Na véspera do duelo com San Marino, a 208ª colocada no ranking da Fifa, o técnico da Inglaterra, a 18ª da lista, reconheceu a diferença técnica entre as equipes. Mas Hodgson prometeu que seus jogadores vão jogar em alto nível e sem se poupar, nesta quinta-feira, em Wembley.

"Eu não quero dizer o clichê de que só queremos marcar mais um gol do que eles ou que será fácil marcar muitos gols, mas acho que os jogadores vão querer jogar no seu nível mais alto e que isso deve ser difícil para uma equipe do nível de San Marino", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.