Hoffenheim troca de técnico para tentar sair da zona da degola no Alemão

O Hoffenheim decidiu mudar de técnico para tentar reagir no Campeonato Alemão. Nesta segunda-feira, o clube anunciou a demissão do técnico Markus Gisdol, que terá o veterano Huub Stevens como seu sucessor. O treinador, de 61 anos, assinou contrato até o fim da temporada 2015/2016.

Estadão Conteúdo

26 de outubro de 2015 | 12h37

Na última sexta-feira, o Hoffenheim perdeu por 1 a 0, em casa, para o Hamburgo e caiu para o penúltimo lugar no Campeonato Alemão, com apenas seis pontos somados em dez rodadas.

"Ele (Stevens) não só tem grande experiência em tais situações, mas ele pode também reviver e motivar uma equipe", disse o diretor do Hoffenheim, Alexander Rosen. "Nós queremos usar isso para voltar ao rumo o mais rápido possível".

O futuro da Gisdol já estava em dúvida antes mesmo do mais recente revés. Dono do clube, Dietmar Hopp convidou vários jogadores para uma conversa na semana passada, e não chamou o treinador.

No Hoffenheim, Stevens realizará seu oitavo trabalho na elite do futebol alemão, incluindo duas passagens por Schalke e Stuttgart. Seu contrato com o Stuttgart não foi prorrogado no final da última temporada, embora ele tenha conseguido evitar o rebaixamento do time.

Gisdol assumiu o cargo de treinador do Hoffenheim em abril de 2013 e salvou o clube do descenso naquela temporada. Seu contrato era válido até 2018. Mas o Hoffenheim ganhou apenas seis partidas em 2015, incluindo jogos da última temporada. Assim, a diretoria optou por demiti-lo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.