Peter Dejong/AP
Peter Dejong/AP

Holanda perde para Itália e segue em crise; Ronaldo marca em derrota de Portugal

Nem a presença de técnico interino na equipe laranja impede vitória da Azurra em amistoso

Estadão Conteudo

28 de março de 2017 | 18h06

A Itália ampliou a crise da Holanda nesta terça-feira, ao vencer o adversário por 2 a 1, de virada, em amistoso realizado na cidade de Amsterdã. Foi mais um golpe para a seleção holandesa, que corre sérios riscos de não ir à Copa do Mundo de 2018, na Rússia, e demitiu o técnico Danny Blind no domingo.

São apenas duas vitórias para a Holanda nos últimos oito jogos, e a equipe se encontra apenas na quarta colocação de seu grupo nas Eliminatórias Europeias para o Mundial. Por isso, demitiu Blind após a derrota para a Bulgária e foi comandada nesta terça pelo interino Fred Grim. Em situação bem diferente, a Itália aproveitou para poupar algumas peças e somou o sétimo jogo seguido sem derrota.

O começo do jogo nesta terça foi bastante agitado. Precisando mostrar serviço à torcida, a Holanda foi para cima e conseguiu abrir o placar logo aos nove minutos, em um lance fortuito. Klassen tabelou com Lens, que bateu para o gol. A bola desviou em Bonucci, depois em Romagnoli e morreu na rede.

Só que a péssima fase da seleção da casa se fez valer logo no minuto seguinte, quando a Itália chegou ao empate. Aos 10, Eder aproveitou bola mal afastada pela defesa holandesa, dominou e bateu cruzado da entrada da área, cruzado, sem chances para o goleiro Zoet.

Aos 26, a Holanda quase chegou ao segundo gol, quando Bruno Martins Indi subiu de cabeça e acertou o travessão. Mas somente cinco minutos depois, a seleção da casa foi novamente castigada. Após cobrança de escanteio e desvio na primeira trave, Zoet fez grande defesa, mas Bonucci apareceu para finalizar para a rede.

Precisando da vitória, os donos da casa foram para cima no segundo tempo, e aí apareceu a estrela do jovem Donnarumma. O goleiro do Milan, de apenas 18 anos, que substituía Buffon, mostrou por que é considerado uma das grandes promessas para a posição no mundo e fechou o gol.

Aos 12 minutos, Prommes recebeu de Depay e bateu bem, para grande defesa de Donnarumma. Aos 40, foi a vez do veterano Sneijder arriscar de fora da área, mas o goleiro voou para buscar no cantinho. Dois minutos depois, mais uma defesa impressionante do garoto, em nova finalização de Sneijder, para garantir o resultado.

PORTUGAL PERDE

Atual campeão da Eurocopa, Portugal decepcionou a torcida nesta terça-feira e caiu diante da Suécia, mesmo atuando em casa. A festa estava montada para Cristiano Ronaldo na cidade de Funchal, onde o craque nasceu, e ele chegou a deixar sua marca. Mas os portugueses caíram de virada diante do adversário, por 3 a 2.

Ronaldo foi aclamado desde o aquecimento, afinal, fazia 16 anos que Portugal não jogava na Ilha da Madeira. E logo com 17 minutos, o astro do Real Madrid fez a festa da torcida ao receber assistência de Gelson Martins e finalizar para a rede. O mesmo Martins cruzou para a área aos 34 minutos e viu Granqvist marcar contra a própria rede.

A festa parecia pronta para os donos da casa, mas no segundo tempo, a Suécia reagiu. Aos 13 minutos, Claesson tocou na saída do goleiro e diminuiu. Ele mesmo aproveitou cobrança de escanteio para empatar aos 30. E quando a igualdade parecia garantida, uma infelicidade de João Cancelo, que tocou contra a própria meta, garantiu o triunfo dos visitantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.