Remko de Waal/EFE
Remko de Waal/EFE

Holanda precisa vencer para continuar sonhando com uma vaga na Copa do Mundo

Em caso de derrota contra a Bulgária, seleção holandesa precisará vencer dois últimos jogos e torcer por combinação de resultados

Estadao Conteudo

03 de setembro de 2017 | 06h34

Dona de três vice-campeonatos mundiais (1974, 1978 e 2010) e famosa pela revolução tática que ganhou o nome de Carrossel nos anos 1970 e inspirou treinadores ao redor do mundo, a Holanda precisa vencer a Bulgária neste domingo, em Amsterdã, para continuar sonhando com a vaga na Copa do Mundo de 2018, que será na Rússia.

Uma derrota em casa não elimina o time matematicamente, mas limita muito as suas chances de conseguir vaga na reta final das Eliminatórias Europeias. O time precisaria vencer ainda os dois últimos jogos (Bielo-Rússia e Suécia) e fazer contas para se classificar no critério de desempate.

Também pesa sobre a equipe o fiasco da Eurocopa de 2016, quando a Holanda não conseguiu se classificar para a fase final na França. Na campanha, obteve a proeza de ficar em quarto lugar em um grupo com República Checa, Islândia, Turquia, Casaquistão e Letônia.

Depois do massacre sofrido em Paris na última quinta-feira, na derrota por 4 a 0 para a França, a Holanda é apenas a quarta colocada do Grupo A com 10 pontos, atrás dos líderes franceses, da Suécia e da própria Bulgária, adversária deste domingo.

O técnico Dick Avocaat indica que vai refazer a aposta na velha guarda holandesa formada por Robin van Persie, Wesley Sneidjer e Arjen Robben. O retrospecto em casa é um pequeno alento para os holandeses: em três jogos, foram duas vitórias e uma derrota.

A Bulgária ressurgiu na competição depois da grande vitória por 3 a 2 sobre a Suécia, que liderava a chave até a última rodada. O desafio dos búlgaros é melhorar a péssima campanha fora de casa: como visitantes, perdeu todos as partidas. Apenas o primeiro colocado (no momento a França, com 16 pontos) se classifica diretamente para o Mundial. O vice ainda terá de passar por uma repescagem antes de ir à Rússia.

No outro jogo do grupo, a França recebe Luxemburgo em estado de graça. A goleada sobre a Holanda teve dois efeitos diretos: deixou os franceses em uma situação confortável no Grupo A e também como favoritos para a Copa do Mundo de 2018.

Pelo Grupo B, Portugal e Suíça disputam a liderança rodada a rodada. Na última quinta-feira, a Suíça venceu a sétima partida em sete jogos com o triunfo por 3 a 0 em casa sobre Andorra. Com isso, se manteve na liderança com 21 pontos, três à frente dos portugueses, vice-líderes e concorrentes direto pela classificação. O time do atacante Cristiano Ronaldo tem saldo melhor e ainda enfrenta a Suíça em casa em confronto na última rodada, em outubro. A partida deve decidir o classificado direto.

Neste domingo, os dois rivais têm confrontos fora de casa. Portugal tem missão difícil diante da Hungria, terceira colocada com 10 pontos, em Budapeste. A Suíça visita a lanterna Letônia, que somou apenas três pontos até agora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.