Robin van Lonkhuijsen / ANP / AFP
Robin van Lonkhuijsen / ANP / AFP

Holanda proíbe eventos até setembro e temporada do futebol será encerrada

Federação do país irá consultar a Uefa antes de confirmar que esta é a decisão final

Redação, Estadão Conteúdo

21 de abril de 2020 | 20h10

O primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, estendeu a proibição de grandes eventos, incluindo os esportivos, até 1º de setembro, para evitar a propagação do coronavírus, em uma determinação que representará efetivamente o fim da temporada 2019/2020 no futebol do país. "É melhor ser cauteloso agora do que se arrepender depois", afirmou Rutte.

A Federação Holandesa de Futebol reagiu à determinação dizendo que pretende cancelar o restante da temporada e consultará a Uefa. "Nenhum futebol profissional pode ser jogado, mesmo sem público até 1º de setembro. Como resultado, o conselho de profissionais do futebol pretende não continuar jogando a liga 2019/20", disse. "Com base na decisão do governo hoje, a KNVB (a sigla da federação holandesa) irá consultar a Uefa, após o que a decisão será confirmada", acrescentou.

O órgão europeu afirmou anteriormente que os países corriam o risco de perder as inscrições para a próxima edição das suas competições se os organizadores terminassem os campeonatos nacionais precocemente. No entanto, essa postura foi relaxada nesta terça-feira.

Quase todas as ligas europeias estão em espera por causa da pandemia do coronavírus, mas a maioria ainda espera retomar as disputas a tempo de terminar a temporada, provavelmente por volta de agosto.

A liga holandesa, a Eredivisie, disse também que os clubes vão se reunir na sexta-feira "sobre as consequências da decisão" do governo. O país registra 34.134 casos de coronavírus, com 3.916 mortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.