Holanda usa inteligência para bater Sérvia e Montenegro

O tão falado futebol ultra-ofensivo da Holanda não apareceu muito, mas a equipe soube conter a posse de bola e aproveitar a melhor oportunidade para vencer a Sérvia e Montenegro por 1 a 0, neste domingo, em Leipzig, e estrear com vitória em seu retorno à Copa do Mundo - quarta colocada em 1998, a equipe não se classificou para o Mundial de 2002.O técnico Marco van Basten, como esperado, escalou a equipe com três atacantes, os jovens pontas Van Persie e Robben e o veterano centroavante Van Nistelrooy. Sob sol forte, a equipe trocou a esperada correria por um jogo cadenciado, que valorizou a posse de bola, e mesmo sem criar muitas oportunidades de gol, dominou a partida e pouco teve sua vitória ameaçada pelos sérvios.O gol saiu numa das poucas vezes em que a Holanda usou a velocidade: aos 17 minutos do primeiro tempo, Robben recebeu a bola no grande círculo, em condição legal, superou dois sérvios na corrida e bateu na saída do goleiro Jevric. Os sérvios só ameaçaram nos descontos, num chute de fora da área do capitão Milosevic.No segundo tempo, a Holanda recuou para garantir a vitória e tentar ampliar o marcador nos contra-ataques, enquanto a Sérvia, com ataque renovado por Zigic e Ljuboja nos lugares de Milosevic e Kezman, passou a insistir nas bolas altas e em chutes de longa distância.Com muitos encontrões entre os atletas, a partida se tornou tensa, e o árbitro alemão precisou intervir várias vezes para evitar os lances violentos. Sem competência, a equipe de Sérvia e Montenegro não conseguiu bater o goleiro Van der Sar e estreou com derrota no único Mundial que disputará sob tal nomenclatura.A Holanda, com a vitória, assume o segundo lugar no Grupo C, ao lado da Argentina, com 3 pontos, mesmo saldo - 1 - e menor número de gols - 1, contra 2 dos sul-americanos. Pelo mesmo critério, os sérvios estão em último, atrás da Costa do Marfim, sem ponto.Sérvia e Montenegro 0 x 1 HolandaSérvia e Montenegro - Jevric; Duljaj, Gavrancic, Krstajic e Dragutinovic; Nadj, Nenad Djordjevic (Koroman), Predrag Djordjevic e Stankovic; Milosevic (Zigic) e Kezman (Ljuboja). Técnico: Ilija Petkovic.Holanda - Van der Sar; Heitinga, Ooijer, Mathijsen (Boulahrouz) e Van Bronckhorst; Sneijder, Van Bommel (Landzaat) e Cocu; Van Persie, Van Nistelrooy (Kuyt) e Robben. Técnico: Marco van Basten.Gol: Robben, aos 17 minutos do primeiro tempo. Cartões amarelos: Stankovic, Koroman, Gavrancic, Dragutinovic, Van Bronckhorst, Heitinga. Árbitro: Markus Merk (Alemanha). Local: Zentralstadion, em Leipzig. Público: 37.216 pagantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.