Paul Ellis/AFP Photo
Paul Ellis/AFP Photo

Homem que atacou Sterling é condenado a 4 meses de prisão na Inglaterra

Karl Anderson agrediu o jogador do City na entrada do CT poucas horas antes da partida contra o Tottenham

Estadão Conteúdo

20 de dezembro de 2017 | 15h34

A Justiça britânica condenou nesta quarta-feira Karl Anderson a quatro meses de prisão por atacar fisicamente e ofender o meia Raheem Sterling, do Manchester City, com palavras racistas. O homem de 29 anos agrediu o jogador na entrada do CT do clube poucas horas antes da partida contra o Tottenham, no sábado passado.

Campeão da Sul-Americana, técnico deixa o Independiente por ameaças da torcida

Leia Também

Mais notícias

Anderson jogou sua van contra o carro de Sterling, na entrada do local, e gritou ofensas racistas contra o atleta. "Espero que sua mãe e seus filhos morram amanhã", dissera o homem, em meio a declarações de cunho racista.

Depois ele atacou fisicamente Sterling, com chutes nas pernas. O jogador sofreu leve lesão no tendão, mas não teve dificuldades para entrar em campo no mesmo dia. Inclusive, ele marcou dois gols na vitória por 4 a 1 sobre o Tottenham, resultado que deixou o City com 11 pontos de vantagem sobre o vice-líder Manchester United no Campeonato Inglês.

"Eu não esperava que ainda houvesse um comportamento deste tipo neste país", disse Sterling, em comunicado lido durante o julgamento. Karl Anderson admitiu o ataque e as agressões racistas e, ao receber a punição de prisão por 16 semanas, sorriu diante do juiz.

Ele tem histórico de problemas com a Justiça, com 25 condenações por 37 infrações diferentes, incluindo o lançamento de fogos de artifício contra um policial durante uma partida. Por causa disso, sofreu punições que o impediu de assistir a jogos de futebol.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.