Rubens Chiri / São Paulo
Rubens Chiri / São Paulo

Homenageados no Morumbi, ídolos do São Paulo veem time no caminho certo

Clube inaugurou na noite desta terça-feira a sua versão da 'Calçada da Fama'; Kaká diz que time 'tem cara de campeão'

Renan Cacioli, O Estado de S. Paulo

07 Agosto 2018 | 23h13

O São Paulo homenageou na noite desta terça-feira alguns dos maiores nomes de sua história e recebeu deles um voto de confiança para a sequência da temporada. Durante a inauguração do Caminho dos Ídolos, a versão tricolor da "Calçada da Fama", no Estádio do Morumbi, gente como Kaká e Muricy Ramalho fez questão de elogiar o trabalho de Diego Aguirre e de toda a equipe, que acaba de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro.

Na opinião de Kaká, por exemplo, o time "tem cara de campeão" e "sorte de campeão". Depois, porém, fez uma ponderação: "Mas estamos no meio do campeonato, não vamos colocar uma pressão desnecessária no time. Tem muito jogo, muita coisa para acontecer, mas não dá para desmerecer o fato de o time estar em primeiro lugar em um campeonato tão competitivo como é o Brasileiro".

Ao lado de figuras como Careca, Raí, Lugano, Mineiro e até Peixinho, autor do primeiro gol da história do Morumbi, em 1960, o ex-jogador, que anunciou no fim do ano passado sua aposentadoria, comentou que "ajuda muito o fato de não ter que jogar outras competições, estar completamente focado no Campeonato Brasileiro, ter tempo para trabalhar e descansar, enquanto os outros clubes estarão jogando outras competições".

Outro homenageado da noite, o ex-treinador Muricy Ramalho, último a ganhar um Brasileiro pelo clube – foi tri de 2006 a 2008 – elogiou o trabalho da nova diretoria, capitaneada por Raí, que conta com o auxílio de Lugano e Ricardo Rocha. "Eles conhecem muito de futebol, e os jogadores respeitam esses caras", opinou o atual comentarista da Rede Globo. "O time está no caminho certo, precisa manter os pés no chão", finalizou.

"O time aprendeu com os erros, amadureceu, os jogadores entenderam o tamanho da camisa. Mas ainda é cedo, tem muita coisa para rolar", comentou o ex-lateral Belletti, campeão paulista pelo São Paulo em 1998 e 2000, entre outros títulos.

Na visão do ex-zagueiro Válber, multicampeão na equipe dos anos 90 dirigida por Telê Santana, "a principal qualidade é uma coisa que não vinha tendo havia muito tempo no São Paulo, a união dos jogadores. O Aguirre conseguiu fazer com que eles entrem em campo unidos, treinem desta forma, e as coisas começam a dar certo", afirmou o ganhador, dentre várias taças, da Libertadores de 1993, dos Mundiais de 1992 e 1993 e das Recopas Sul-Americanas de 1993 e 1994.

Questionado sobre quem representa a maior ameaça ao clube na luta pelo título nacional, ele preferiu não citar nomes: "Campeonato Brasileiro é muito difícil, há equipes que não conseguiram pegar aquela trajetória de vitórias. Ainda está esquentando, mas o São Paulo tem grande chance de pegar essa liderança e não largar mais", emendou.

Calçada. Nomes de 99 ídolos da história do clube, entre eles campeões mundiais de 1992, 1993 e 2005, foram eternizados na rampa do portão 17 do Morumbi, nos mesmos moldes da famosa calçada de Hollywood.

A cerimônia contou com a presença de diversos homenageados e familiares de ex-atletas já falecidos, além de conselheiros e membros da diretoria. Os homenageados também receberam uma medalha comemorativa.

As ausências mais sentidas foram de Rogério Ceni, atualmente treinador do Fortaleza, e Danilo, meia campeão do mundo em 2005 pelo São Paulo e atualmente jogador do Corinthians.

Confira a lista completa com os 99 nomes contemplados no espaço:

Adílson

Alfredo Ramos

Aloísio

Amoroso

André Luiz

Antônio Carlos

Araken Patusca

Bauer

Belletti

Bellini

Bernardo

Bezerra

Cafu

Canhoteiro

Careca

Chicão

Cicinho

Danilo

Darío Pereyra

De Sordi

Denílson

Dinho

Dino Sani

Doriva

Edcarlos

Edmílson

Elivélton

Fabão

Falcão

França

Friaça

Friedenreich

Gérson

Gilmar

Gino Orlando

Hernanes

Jose Poy

Josué

Juninho

Junior

Jurandir

Kaká

King

Leonardo

Leônidas

Lugano

Luís Fabiano

Luizinho

Mário Sérgio

Maurinho

Mauro

Mineiro

Miranda

Mirandinha

Müller

Muricy

Nelsinho

Noronha

Oscar

Pablo Forlán

Palhinha

Paraná

Pardal

Pedro Rocha

Peixinho

Pintado

Piolim

Pita

Raí

Remo

Renato

Renganeschi

Riberto

Ricardo Rocha

Roberto Dias

Rogério Ceni

Ronaldão

Ronaldo Luís

Ruy

Sastre

Serginho Chulapa

Sídnei

Silas

Teixeirinha

Terto

Toninho Cerezo

Toninho Guerreiro

Válber

Víctor

Virgílio

Vítor

Vizolli

Waldir Peres

Zarzur

Zé Carlos

Zé Sérgio

Zetti

Zezé Procópio

Zizinho

 
Mais conteúdo sobre:
futebol São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.