Honduras e Suíça empatam e estão fora da Copa

Em jogo sofrível, falta qualidade técnica às duas equipes para abrir o marcador

LUIZ RAATZ - estadão.com.br

25 de junho de 2010 | 17h23

SÃO PAULO  - Suíça e Honduras empataram em 0 a 0 em Bloemfontein em um dos piores jogos da Copa do Mundo. O resultado eliminou as duas equipes da competição. Espanha e Chile se classificaram.

Veja também:

mais imagens GALERIA: Suíça x Honduras

especial CRONOLOGIA: Copa, dia a dia

tabela TABELA - Jogos | Classificação | Simulador   

Honduras não tinha qualidade para superar a forte defesa suíça. Ao ataque helvético faltava habilidade para passar pela fraca zaga centro-americana. Os hondurenhos ficaram impedidos 9 vezes e acertaram a meta de Benaglio em duas. Os suíços chutaram cinco vezes no gol.

 

Precisando vencer, o técnico alemão Ottomar Hitzfeld optou por um conservador 4-5-1, e deixar Frei - maior artilheiro da história suíça - no banco. O resultado foi que não houve nenhuma séria ameaça ao gol de Valladares. N'Kufo chegou a assustar numa cabeçada, Barnetta deu um bom chute no segundo tempo, mas nada mais grave.

 

Suíça SUÍÇA0
Benaglio, Lichsteiner, Von Bergen, Grichting e Zigler; Huggel (Shaquiri), Inler, Fernandes  (Yakin),Barnetta e Derdyok; N'kufo (Frei)
Técnico: Ottomar Hitzfeld
Honduras HONDURAS0
Valladares, Sabillon, Chavez  , Figueroa e Alvarez; Bernardes, Thomas  , Nuñez (Martinez) e W Palacios   , J Palacios (Welcome) e Suazo  (Turcios)
Técnico: Reinaldo Rueda
Árbitro: Hector Baldassi (Argentina)

Estádio: Free State (Bloemfontein)

Honduras até saía rápido no contra-ataque, mas parava nos impedimentos ou na falta de qualidade para finalizar. A melhor chance foi um chute de Suazo, salvo milagrosamente por Benaglio.

 

Hitzfeld então resolveu 'ousar'. Sacou o atacante N'Kufo e colocou Frei, o artilheiro. Em sua primeira oportunidade, chutou na grande área muito por cima do travessão. Aos 28, tentou completar cruzamento na área e mandou longe. Chutou a trave, de raiva.

Honduras até marcou, aos 39. Mas Alvares estava impedido. Foram nove dos centro-americanos na partida.

 

Na outra partida da chave, a Espanha derrotava o Chile. A Suíça precisava de gols. Dois, só. A Suíça entrou para a história por não tomá-los Pena que no futebol ganha quem marcá-los.

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.