Honduras tira Brasil da Copa América

O Brasil está fora da Copa América. A seleção brasileira voltou à sua rotina dos últimos tempos e foi eliminada nas quartas-de-final da competição ao perder por 2 a 0 para a seleção de Honduras, nesta segunda-feira à noite, em Manizales. Os hondurenhos, 48º colocados no ranking da Fifa (o Brasil é o segundo), foram convidados em cima da hora para a competição, por causa da desistência da Argentina.O Brasil acabou castigado pelo fraco futebol apresentado desde a estréia contra o México, embora maquiado por alguns bons momentos nos jogos em que venceu o Peru e a seleção reserva do Paraguai. No jogo em que foi eliminado, o Brasil começou fazendo feio: suspenso, assim como Luiz Felipe Scolari, o auxiliar Flávio Murtosa se "escondeu?? no banco. Ele recebia instruções de Scolari, passava para o treinador de goleiros Carlos Pracidelli, que dava o "recado?? ao coordenador Antônio Lopes, que ficou na beira do campo.A complicada "rede de comunicação?? montada não produziu resultado prático. No primeiro tempo, a seleção pecou pela falta de movimentação e criatividade. Com três zagueiros e dois volantes de marcação contra um adversário que jogou com seis atletas no meio-de-campo e apenas um no ataque, não conseguia armar jogadas. Alex não apareceu e Denílson e Guilherme ficaram isolados. As jogadas pelos lados do campo também foram raras.No intervalo, Felipão tentou "consertar?? o time. Abdicou do esquema 3-5-2, tirando o zagueiro Luizão - colocou Juninho Pernambucano em seu lugar. Também substituiu o inoperante Alex por Juninho Paulista.A seleção melhorou, ficou mais ofensiva e criou algumas chances no início da segunda etapa. Mas no seu primeiro ataque, aos 12 minutos, Honduras fez seu gol. O habilidoso León penetrou na área, driblou Emerson e Cruzou. Marcos falhou, ao permitir a cabeçada de Martínez. A bola bateu na trave e tocou em Belletti antes de entrar.O Brasil entrou em desespero, ainda criou algumas chances. Mas não conseguiu vencer sua incompetência e ainda foi castigado com o segundo gol de Honduras, aos 49 minutos - o juiz Ubaldo Aquino deu cinco minutos de acréscimo. Num contra-ataque, Perez tocou para Martínez marcar novamente. Agora Honduras, que ainda teve um gol erradamente anulado, disputa contra a Colômbia, na quinta-feira, uma vaga na decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.