Divulgação
Divulgação

Hondurenho que jogou a Copa é diagnosticado com leucemia

Wigan havia revelado na semana passada que Juan Carlos García havia sido hospitalizado depois de desenvolver doença sanguínea

Estadão Conteúdo

16 de fevereiro de 2015 | 13h17

Uma notícia abalou o futebol hondurenho e o Wigan, da segunda divisão inglesa. O clube informou nesta segunda-feira que o zagueiro Juan Carlos García foi diagnosticado com leucemia. O jogador fez parte do elenco que defendeu a seleção caribenha na última Copa do Mundo, em 2014, no Brasil.

O Wigan havia revelado na semana passada que García havia sido hospitalizado depois de desenvolver uma doença sanguínea. Nesta segunda, no entanto, o gerente de futebol Malky Mackay confirmou a leucemia. "Nós temos uma má notícia para todos, ele (García) tem uma forma de leucemia. Juan Carlos está no Hospital Christie em Manchester", resumiu.

Mackay disse que a família do jogador viajou para a Inglaterra para acompanhá-lo. "É algo que obviamente é um verdadeiro golpe para a família de Juan Carlos e todo mundo ligado ao nosso clube. Nós vamos fazer questão de que ele receba o melhor cuidado possível."

O próprio dirigente confirmou que visitou o hondurenho e relatou ter ficado impressionado com o que viu. "Eu fui ver o Juan Carlos e ele estava incrivelmente otimista e seu espírito estava forte. Todo mundo no clube está desejando o melhor a ele, e tenho certeza que nossos fãs também."

García esteve com a seleção de Honduras no Brasil e participou de dois dos três jogos da seleção, eliminada na primeira fase sem nenhum ponto. Na estreia, ficou no banco diante da França. Depois, entrou no intervalo diante do Equador e foi titular contra a Suíça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.