Hooligans do Liverpool presos em Roma

Entra ano, sai ano e os torcedores ingleses continuam violentos, especialmente quando estão fora de seu país. Grupos de fãs do Liverpool espalharam confusão pelas ruas da capital da Itália, onde foram nesta quinta-feira acompanhar ao jogo da equipe contra a Roma, pelas oitavas-de-final da Copa da Uefa. Não faltaram bebedeiras, correrias, brigas, choques com a polícia, prisões e até três jovens esfaqueados.A baderna começou na madrugada desta quinta-feira, quando bandos de hoolingans desembarcaram na Termini, a estação ferroviária central de Roma. Muitos desceram bêbados e continuaram a tomar cerveja nos bares das redondezas, uma das áreas mais decadentes da cidade. O primeiro bate-boca surgiu em um restaurante, pois na hora de pagar a conta os ingleses acharam que estava alta demais. O proprietário chamou a polícia, que tentou enquadrar os desordeiros, mas acabou apanhando. Dois jovens foram detidos.Durante todo o dia, houve brigas entre seguidores do Liverpool e da Roma, sobretudo no centro velho. Várias lojas tiveram vitrinas quebradas e alguns comerciantes locais preferiram fechar as portas a ter de enfrentar o descontrole de visitantes indesejados.Os ingleses circularam à vontade, mesmo sob vigilância policial, e não pouparam nem monumentos tradicionais. Na Fontana de Trevi, a mais famosa de Roma, alguns rapazes embriagados resolveram se divertir jogando na água dois ambulantes e um turista japonês.As sirenes de carros de polícia e de ambulâncias soaram pela cidade durante todo o dia e atenderam a pelo menos cinco torcedores do Liverpool: três ingleses foram esfaqueados nas ruas da cidade e dois noruegueses apanharam bastante, na curva sul do Olímpico, e foram levados para hospitais das redondezas. Na porta do estádio, minutos antes do jogo, um carro foi incendiado.Segundo cálculos da Embaixada da Inglaterra em Roma e das autoridades policiais, em torno de 4 mil torcedores foram ver o Liverpool reviver, na noite desta quinta-feira, o confronto histórico com os romanos, em maio de 84, na decisão da Liga dos Campeões. Naquela oportunidade, os ingleses levaram a melhor, ao conquistar o título nos pênaltis, depois de empate no tempo normal e na prorrogação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.