Hooligans sérvios são acusados por ameaçar repórter

O Ministério Público sérvio acusou seis torcedores hooligans, nesta terça-feira, por conduta violenta e por entoarem cânticos com ameaças de morte contra uma repórter de televisão, durante partida entre o Partizan de Belgrado e o Shakhtar Donetsk, pela Liga Europa.

AE-AP, Agencia Estado

16 de fevereiro de 2010 | 15h52

Os insultos e ameaças foram dirigidos a Brankica Stankovic, repórter do canal de televisão B92. Um documentário feito recentemente pela jornalista afirmava que algumas torcidas sérvias eram suspeitas de crimes como assassinato e tráfico de drogas. A reportagem criticava principalmente a impunidade de alguns desses hooligans.

Partidários violentos do Partizan foram responsáveis pela morte de um torcedor do Toulouse, da França, durante uma partida em setembro realizada em Belgrado, capital da Sérvia.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolviolênciahooligansrepórter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.