Divulgação
Divulgação

Hotéis e CTs do País vão se transformar em 'quartéis-generais' das seleções

Equipes da Copa escolhem instalações luxosas como concentração para o Mundial de 2014, no Brasil

Ciro Campos, Diego Salgado e Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

22 de março de 2014 | 17h00

SÃO PAULO - A pouco mais de dois meses da chegada das equipes para a Copa do Mundo, os hotéis preparam os últimos detalhes para a recepção aos hóspedes ilustres e fazem adequações às exigências deles. São resorts à beira-mar, centros de treinamento de times, hotéis-fazenda ou acomodações no centro da cidade. Em geral, eles têm em comum luxuosas estruturas cinco estrelas, com serviço de quarto 24h, piscina, academia e áreas reservadas para o uso privativo das equipes.

O processo seletivo para a Copa também foi concorrido entre os candidatos a participar do Mundial como quartéis-generais de seleções. No começo, 403 locais se inscreveram e depois de 83 estarem na lista final da Fifa, os 32 países tiveram de escolher onde vão se hospedar e treinar – apenas a Alemanha optou por construir o próprio local no Brasil.

A decisão das equipes exigiu cuidado, pois cada hotel já incluía a sugestão casada com um centro de treinamento. Por isso, alguns locais chegaram a receber a visita de representantes de até dez diferentes seleções até a definição, realizada antes do sorteio.

DIFERENCIAL

A lista de pedidos das equipes para os hotéis tem itens curiosos. No Guarujá, onde a Bósnia ficará hospedada, a seleção pediu salas exclusivas e uma mudança no refeitório. "Vamos colocar uma divisão acústica. De um lado do ambiente os jogadores vão fazer suas refeições e do outro, vai a comissão técnica. O som não pode se misturar", contou o diretor-geral do Casa Grande Resort, Lourival de Pieri.

A Nigéria, que vai ficar em Campinas, no Hotel Vitória, exigiu o uso exclusivo da academia. A seleção também poderá se sentir em casa graças a uma coincidência inesperada: um dos músicos que trabalha no hotel é nigeriano. De acordo com Eduardo Porto, Gerente de Marketing do estabelecimento, existe a possibilidade de uma programação noturna exclusiva para os africanos.

O hotel realizou também um curso de inglês para os funcionários (chefs, garçons e recepcionistas). Já a segurança do local foi duplicada, passando a dez homens. A Rússia, por sua vez, escolheu o San Raphael Country Hotel, em Itu. Após algumas visitas, o técnico Fabio Capello pediu para Everton Baptista, coordenador-geral do estabelecimento, que oferecesse canais de televisão em russo e reforçasse a segurança contra paparazzi. Tudo foi atendido.

O Estado de São Paulo vai hospedar 15 das 32 seleções. Pesou bastante para isso a infraestrutura hoteleira e também a facilidade de acesso a aeroportos.

PRAIAS

No litoral brasileiro, 13 seleções vão se hospedar. Um dos endereços mais paradisíacos será a casa da Suíça, em Porto Seguro (BA). No Resort La Torre os jogadores vão ter uma praia particular à disposição.

"São muitos detalhes para se preparar. Capacitação para atendimento em inglês, manutenção detalhada da estrutura física, melhorias nos restaurantes... Cada detalhe deverá ser estudado minuciosamente", explicou o gerente do hotel, Luigi Rotunno.

Mangaratiba, cidade localizada a 85 km da cidade do Rio de Janeiro, será a casa da seleção italiana. Cercado por montanhas cobertas pela mata Atlântica, o Portobello Resort & Safari também terá um trecho de praia privativa.

"Possuímos dois campos oficiais que contam com grama do tipo Tift Way, elaborada em laboratório para esportes de alto impacto. Sem dúvida, esses foram motivos pelos quais recebemos a visita dos membros do Comitê Organizador Local", disse Regina Rocha, gerente Comercial e de Marketing do empreendimento.

Ela explica que todos os 152 quartos do hotel estão reservados para a delegação. A estrutura básica, contudo, será pouco modificada. O principal pedido foi a retirada da cocheira que abriga 70 cavalos e que fica próxima aos campos de futebol. Outro lembrete foi gastronômico. O tempero da comida também será mudado, pois o alho e a cebola serão retirados dos temperos das massas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.