Howard quer avançar com os EUA para calar os críticos

O jogador elogiou o futebol da seleção norte-americana, e acredita que foram capazes de jogar tão bem quanto qualquer time tradicional

AE, Agência Estado

30 de junho de 2014 | 14h34

Às vésperas de decidir junto com os Estados Unidos uma das partidas de oitavas de final da Copa do Mundo contra a Bélgica, o goleiro norte-americano Tim Howard está orgulhoso da campanha que o time vem fazendo até agora. O jogador admitiu que a sua seleção não está no patamar das melhores do mundo, mas acredita que está no caminho certo para chegar lá.

"Fomos capazes de fazer frente com muitos times. Nós não somos campeões do mundo ainda, mas estamos jogando em pé de igualdade com várias seleções tradicionais", afirmou. "Estamos jogando um belo futebol", completou Howard, que atua no Everton, da Inglaterra.

Aos 35 anos e na terceira Copa do Mundo, o goleiro veterano agora recebe os elogios pela passagem da equipe norte-americana no Grupo G, contra adversários difíceis como Alemanha, Portugal e Gana. No entanto, segundo ele, antes do início do torneio eram "poucas pessoas que acreditavam neles". "O único jeito de provar que os críticos estão errados é indo lá e fazendo o que dizem que você não é capaz", disse. "E nós fizemos isso com coragem e coração".

Os Estados Unidos se classificaram em segundo lugar na fase de grupos após vencerem Gana, empatarem com Portugal e perderem para a líder Alemanha. A partida contra os belgas por uma vaga nas quartas de final está marcada para esta terça-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.