Divulgação
Divulgação

Hudson admite surpresa por renúncia de Carlos Miguel Aidar

Volante do São Paulo pede para time ignorar crise política

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2015 | 13h06

O elenco do São Paulo passou o domingo de folga e se reapresentou nesta segunda-feira no CT da Barra Funda surpreso com os rumos políticos da equipe. O presidente do clube, Carlos Miguel Aidar, deve renunciar na noite de terça-feira, e apesar de o elenco tentar não ser afetado pela decisão, os jogadores admitem que a notícia da mudança de rumos era inesperada.

"Fico um pouco surpreso, pela situação, mas procuro não ver os detalhes. Fico por fora", comentou o volante Hudson, que tem treinado entre os titulares. "Sinceramente, eu não me vejo em uma posição de falar que o São Paulo tem que fazer de mudança na diretoria. Claro que a gente fica sabendo das coisas que estão acontecendo e a gente comenta, mas nosso osso foco é entrar em campo buscar a vitória", completou.

O técnico Doriva disse na última semana que tentaria blindar o elenco para que a crise política não atrapalhasse o rendimento dentro de campo. Com a diretoria desfeita e o presidente prestes a renunciar, o departamento de futebol tem como único dirigente o gerente de futebol José Eduardo Chimello, escolhido por Aidar para o cargo. Segundo Hudson, a situação de desfalque na cúpula ainda não causou problemas. "Ainda não tivemos problemas que precisassem de recorrer a alguém da diretoria. O presidente está em exercício e se tivesse alguma situação, seria ele mesmo ou o Chimello que resolveriam".

A mudança no comando do clube coincide com a estreia de Doriva no cargo. Na quarta-feira o ex-técnico da Ponte Preta inicia a gestão no comando do clube e os jogadores entendem que um bom resultado será útil para amenizar a crise política. "A gente fica na torcida para que as coisas possam se resolver da melhor maneira possível e rápida, para que o foco seja no campo. O São Paulo vive de futebol", comentou. O próximo jogo da equipe será contra o Fluminense, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.