Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Hudson diz que faltou coragem ao São Paulo em derrota para o Santos

Volante espera que o time demonstre maior variação de jogadas 

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

27 de janeiro de 2019 | 20h40

Os jogadores do São Paulo deixaram o Pacaembu claramente surpresos com a facilidade que o Santos teve para derrotá-lo neste domingo. O volante Hudson, um dos líderes do elenco, acredita que a equipe tricolor precisa mudar a postura para ter melhores resultados na temporada.

“Enfrentamos um time que tem ideias parecidas. Só que a gente não conseguiu colocar as ideias do Jardine em prática e o Santos foi superior. Temos que ter mais coragem com a bola. Só jogar na transição fica arriscado, pois a equipe erra muito. O contra-ataque é muito bom, mas só ele talvez não seja adequado”, comentou o volante. 

André Jardine viu diferente e acredita que o time mostrou sim coragem e parou na efetividade do rival. “O que me deixou satisfeito foi a coragem para, em algum momento, trazer dificuldade ao Santos no primeiro tempo e  não aceitar o domínio, lutar para ir mais à frente. Lamentamos bastante por não ter efetividade quando conseguimos roubar a bola perto do gol”, comentou.

O treinador acredita que, apesar da derrota, não há motivos para desespero, assim como também adotou os pés no chão quando o time venceu as duas primeiras partidas no Paulistão. "Hoje (domingo) não foi bom, mas nos últimos dois jogos tivemos bastante efetividade, assim como seguramos empolgação nas duas vitórias. Hoje (domingo) seguramos a frustração. Vai sofrer, porque sofre com derrota, mas vamos avaliar as lições, avaliar o que não funcionou para melhorar no próximo jogo", minimizou. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.