Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Hudson pede para ser volante, e São Paulo ainda busca lateral-direito

Em conversa com Cuca, volante pede para ser utilizado em sua posição de origem e é substituído por Igor Vinícius

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2019 | 04h30

O técnico Cuca promoveu uma mudança até então inesperada no São Paulo na goleada por 4 a 0 sobre a Chapecoense. O lateral-direito Igor Vinícius foi titular, enquanto Hudson permaneceu no banco de reservas. De acordo com o treinador, o volante pediu para voltar a ser utilizado em sua posição de origem.

Desde a reta final do Paulistão no primeiro semestre deste ano, Hudson vinha sendo escalado na maioria dos jogos improvisado na lateral direita. Ele teve uma conversa com Cuca para explicar seu desejo.

Antes mesmo da decisão de Hudson, o São Paulo já buscava no mercado um outro lateral. O clube negociou com Adriano, ex-Besiktas, da Turquia, mas ele acabou acertando a transferência para o Athletico-PR. A pedido de Cuca, a diretoria ainda tenta a contratação de mais um lateral para fechar o elenco. 

"O Hudson sempre foi volante em todos os clubes, e ele não quer ser efetivado como lateral-direito. Ele está disposto a jogar como lateral quando precisar, mas não quer ser efetivado. Concordo com ele. Por isso, treinamos com o Igor Vinícius e o colocamos", afirmou Cuca.

"Estamos em busca de mais um jogador para essa posição para fecharmos o elenco", acrescentou o treinador.

Igor Vinícius foi contratado pelo São Paulo no fim de 2018. Ele está emprestado pelo Ituano até o fim de 2019, e o clube da capital tem a opção de compra ao final do vínculo. O lateral tem 21 anos e atuou em 18 partidas pela equipe tricolor.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.