Rubens Chiri/São Paulo FC
Rubens Chiri/São Paulo FC

Hudson se diz adaptado à lateral direita da equipe do São Paulo

Muricy Ramalho não confia muito no reserva Luis Ricardo e ainda não está feliz com as atuações do garoto Auro

Estadão Conteúdo

14 de outubro de 2014 | 15h37

A venda de Douglas para o Barcelona criou um problema para Muricy Ramalho na lateral direita do São Paulo. Afinal, o treinador não confia no reserva Luis Ricardo e também não ficou muito feliz com as atuações do garoto Auro, ainda cru na marcação. A solução foi improvisar o volante Hudson, que vem se dando bem na função.

Diante do Huachipato, nesta quarta-feira, no Chile, pela Copa Sul-Americana, Hudson deve fazer sua quinta partida seguida, recorde para o volante contratado junto ao Botafogo-SP depois de ser o principal ladrão de bola do Paulistão. 

"Encaro isso da melhor maneira possível. Caso eu seja utilizado no meio, que é a minha posição de origem, estou mais adaptado e acredito que poderei ajudar a equipe. Mas, mesmo que seja pelas beiradas, como nos últimos jogos, também me sentirei bem e farei de tudo para dar conta do recado mais uma vez. Me adaptei ao setor", garante Hudson.

O zagueiro Paulo Miranda foi o primeiro jogador utilizado no lugar de Douglas, mas o defensor se machucou abrindo espaço para Auro. A sorte também não estava com o garoto, mais um a passar ao departamento médico. Hudson foi chamado e não decepcionou, colocando os dois antigos titulares no banco.

"Ter uma sequência facilita muito o rendimento de qualquer atleta. Acredito que consegui crescer mais nesse período, ganhei mais noção de espaço, tempo de bola, marcação e passe. E tudo isso veio com essa sequência que, com certeza, me ajudou bastante", aponta o volante, que também pode ser utilizado na posição de origem, uma vez que Souza está com a seleção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.