Pedro Souza / Atlético
Pedro Souza / Atlético

Hulk relata ameaças de Daronco após reclamações: 'Cuidado com o que você vai falar ali fora'

Atacante do Atlético-MG reclama da atuação do conjunto de arbitragem no empate com o São Paulo; Rodrigo Caetano, dirigente do clube mineiro, afirma que não gostaria de ver o árbitro voltar a apitar um jogo da equipe

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2022 | 12h45

O empate em 0 a 0 entre Atlético-MG e São Paulo no último domingo trouxe uma nova polêmica, envolvendo Hulk e a arbitragem de Anderson Daronco. Após o apito final, o atacante não escondeu sua insatisfação com o resultado da partida e com a condução do jogo pelo árbitro de campo, que segundo o jogador proferiu palavras com tons de ameaça.

"Sai muito chateado com o Daronco, tenho muito respeito pelo Daronco e por todos os árbitros brasileiros. Quando estava acabando o jogo, ele falou: 'cuidado com o que você vai falar ali fora'. Eu falei: por quê? Ele respondeu: 'porque não é o último jogo que apito de vocês, não o último jogo que vou apitar seu'. Ou seja, é uma ameaça ou não? Eu não sei", afirmou Hulk em entrevista após o jogo.

Os jogadores reclamam da não marcação de dois pênaltis a seu favor pela arbitragem. Em um deles, Hulk foi derrubado por Miranda dentro da área, enquanto o outro é de um toque da bola mão de Luizão. Em nenhum dos lances o VAR chamou Daronco para a revisão no campo.

"Sentimento de impotência, de não ter conseguido nossos objetivos", pontuou Hulk, a respeito do jogo. "Eu não vi as imagens ainda, mas pelo menos no lance com o Miranda foi 100% pênalti. No meu ponto de vista foram dois pênaltis. Falei com o Daronco ali. Tenho muito respeito por ele e por todos os árbitros brasileiros. Mas falei assim: 'Daronco, você, que tem personalidade forte e que assume a responsabilidade, vai ver o VAR e aí você marca o pênalti ou não. Agora, você jogar a responsabilidade do VAR é fácil", afirmou o atacante, que ressaltou que, "por ser um jogador fisicamente forte", é muito prejudicado pela arbitragem.

Hulk e Daronco possuem um histórico de polêmicas. No ano passado, após uma derrota do Atlético-MG para o Flamengo no Campeonato Brasileiro, o atacante chamou a arbitragem de "ridícula". "Desde que eu cheguei aqui, meu primeiro ano, sempre olhei o Daronco como o melhor árbitro disparado daqui, com todo respeito a todos. Mas o que ele fez hoje aqui foi ridículo. Muita falta de respeito", pontuou o jogador à época.

Por outro lado, o Atlético tem aproveitamento a seu favor em confrontos apitados por Daronco desde que Hulk voltou ao Brasil. Dentre estes, destacam-se as finais da Copa do Brasil de 2021 e da Supercopa do Brasil em 2022, ambas conquistadas pelo Atlético-MG.

Rodrigo Caetano, diretor de futebol do clube mineiro, também veio à público se posicionar quanto ao episódio deste domingo. Em entrevista à rádio Super 91,7 FM, afirmou que não gostaria de ver Daronco voltando a arbitrar jogos do Atlético. "Se puder evitar, que evitemos. Tem outros grandes árbitros. Não podemos levantar qualquer tipo de suspeição (sobre Daronco), ele é um dos melhores árbitros do futebol brasileiro, mas hoje ele foi muito mal", destacou o dirigente.

Com o empate, o Atlético desperdiçou a chance de igualar a pontuação do Palmeiras, líder do Campeonato Brasileiro. Com 28 pontos, a equipe ocupa a terceira posição da competição, a dois pontos da liderança.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.