Fernando Bizerra/ AP
Fernando Bizerra/ AP

Hulk lamenta pênalti perdido diante do Palmeiras: 'Atlético-MG dominou o jogo'

Empate sem gols no Allianz Parque deixa duelo aberto para a partida de volta, na próxima terça-feira, no Mineirão

Redação, Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2021 | 00h16

Hulk teve nos pés a chance de dar vantagem ao Atlético-MG nas semifinais da Copa Libertadores, diante do Palmeiras, no Allianz Parque. O atacante, contudo, perdeu o pênalti que poderia ter dado a vitória para os mineiros ao carimbar a trave na cobrança. Mesmo falhando, o astro do time elogiou a postura dos visitantes nesta terça-feira, em sua visão dominante os 90 minutos.

"Futebol é isso, só erra quem bate. O principal culpado do Atlético não ter vencido hoje (terça-feira) sou eu. Mas quem trabalha dia a dia sabe que ninguém é perfeito. Sou o responsável, mas quero frisar que é apenas o primeiro jogo. Somos fortes ao lado da nossa torcida. Esperamos fazer um grande jogo e pretendemos aproveitar mais as oportunidades", falou o atacante.

Hulk ainda fez uma breve análise do duelo. O jogador viu um bom jogo do Atlético fora de casa. "A gente conhece muito bem o time do Palmeiras. É sempre difícil jogar contra, ainda mais por ser um gramado sintético, o qual não estamos acostumados. Mas não deixamos eles nos ameaçar. Estivemos focados e conseguimos fazer o que o professor Cuca pediu", avaliou.

Passado o jogo contra o Palmeiras, Hulk já pensa no próximo compromisso do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro. Sábado, às 21 horas, o time alvinegro enfrentará o São Paulo, no Morumbi.

"Precisamos seguir focados, pois temos um jogo muito importante no sábado, contra o São Paulo. Precisamos de um bom resultado para seguir na liderança e já trabalhar para o duelo de volta contra o Palmeiras", finalizou.

Com o empate no Allianz Parque, o Atlético-MG terá de vencer para avançar à final da Copa Libertadores. O duelo de volta será na terça-feira, às 21h30, no Mineirão, com presença de público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.