'Humilde', Vasco pega Duque de Caxias em São Januário

Técnico Dorival Júnior faz questão de frear os ânimos depois da boa vitória na rodada passada, no Rio

LEONARDO MAIA, Agencia Estado

31 de janeiro de 2009 | 08h13

Neste ano, em que disputará a Série B do Campeonato Brasileiro, existe uma pressão extra no Vasco. Qualquer derrota ou vitória carrega uma dose maior de dramaticidade e emoção para atletas e torcedores. Por isso, o técnico Dorival Júnior fez questão de frear os ânimos depois da boa vitória sobre o Tigres, em Xerém, e alertou os jogadores para o confronto deste sábado contra o Duque de Caxias, às 16 horas, em São Januário, pela terceira rodada do Grupo A.Veja também:Fluminense quer encerrar apatia ofensiva contra ResendeEstadual do Rio 2009 -  Classificação / Calendário / Resultados"É preciso ter os pés no chão. É fundamental voltarmos a ter um Vasco forte, principalmente aqui dentro de São Januário e, para isso, teremos que primeiro estruturar a equipe. Formaremos uma equipe forte sim, mas tudo no seu tempo", comentou Dorival.Com três pontos no Grupo A, o Vasco precisa vencer para não deixar o Americano disparar na liderança. O time de Campos tem seis pontos e joga como favorito, às 20h30, contra o Tigres, em casa.Dorival deverá manter a formação que começou a partida contra o time de Xerém, apesar da boa atuação do atacante Faioli, que deixou o banco de reservas para anotar dois gols e fez pressão por uma vaga na equipe titular.Mas o treinador vascaíno não está disposto, ainda, a barrar o rápido e habilidoso Alex Teixeira, recuando Carlos Alberto para o meio-de-campo. Além do mais, Alex está rendendo bem como homem de criação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.