Reuters/Lee Smith
Reuters/Lee Smith

Hungria derrota a Inglaterra na Liga das Nações e quebra jejum de 60 anos

Equipe da casa larga na frente no Grupo 3, que ainda conta com as tetracampeãs mundiais Alemanha e Itália

Redação, Estadão Conteúdo

04 de junho de 2022 | 16h18

A Inglaterra foi surpreendida na estreia da Liga das Nações ao perder para a Hungria por 1 a 0 na tarde deste sábado, no Puskás Arena, em Budapeste. A seleção húngara se vinga dos tropeços sofridos diante do rival nos jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo e quebra um jejum de 60 anos de vitória sobre os britânicos.

Com o resultado, a Hungria inicia com três pontos no Grupo 3, que conta ainda com as seleções da Itália e da Alemanha, que se enfrentam ainda neste sábado.

Assim como aconteceu nos jogos das Eliminatórias, Inglaterra e Hungria fizeram um duelo intenso. Sem o peso de disputar uma vaga na Copa do Mundo, a equipe húngara jogou mais solta e deu trabalho para o goleiro Pickford. Do outro lado, Harry Kane era o jogador mais perigoso dos ingleses.

O lance de destaque do primeiro tempo foi aos 11 minutos. Zsolt Nagy recebeu um lançamento espetacular e pegou de primeira. Pickford saiu de forma atrapalhada, mas Szoboszlai pegou muito fraco na bola e viu Coady afastar o perigo em cima da linha. Na sequência, Pickford se recuperou da falha e fez grande defesa em tentativa de Zsolt Nagy.

Com Harry Kane sendo bem marcado, a Inglaterra perdeu espaço e não conseguiu criar. A seleção inglesa ainda arriscou em tentativas de longa distância, mas não conseguiu tirar o zero do placar nos primeiros 45 minutos.

O gol só saiu na segunda etapa. A Hungria continuou pressionando e fez 1 a 0 aos 20 minutos. James errou, viu Nagy aparecer na frente de Pickford e puxou o jogador, cometendo pênalti. Szoboszlai cobrou no canto direito e superou o goleiro inglês.

Precisou sofrer um gol para a Inglaterra sair para o jogo no segundo tempo, empurrando a Hungria para o campo defensivo. Foi um bombardeio ao gol de Gulácsi, que fez importantes defesas para confirmar o triunfo da seleção húngara.

A Hungria jogou os minutos finais no contra-ataque e poderia ter deixado o campo com um placar ainda mais elástico, já que Schäfer perdeu grande oportunidade. Mas o grande feito foi ter segurado Harry Kane e companhia.

Na próxima rodada, a Inglaterra enfrenta a Alemanha na terça-feira, às 15h45 (horário de Brasília), na Arena de Munique. No mesmo dia e horário, a Hungria visita a Itália, no estádio Dino Manuzzi, em Cesena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.