Enrique Marcarian/Reuters
Enrique Marcarian/Reuters

Huracán passa pelo Alianza Lima em jogo com briga de torcida

Time argentino garante classificação para o grupo do Cruzeiro na Libertadores enquanto peruanos brigam entre si na arquibancada

Estadão Conteúdo

10 de fevereiro de 2015 | 23h01

Com um empate por 0 a 0 com o Alianza Lima, nesta terça-feira à noite, em Buenos Aires, pelo jogo de volta da fase preliminar da Copa Libertadores, o Huracán se garantiu na próxima fase da competição continental.

O time argentino, que defendia larga vantagem após ter goleado por 4 a 0, no Peru, no confronto de ida, irá integrar o Grupo 3 do torneio, ao lado do atual bicampeão brasileiro, Cruzeiro, do Mineiros, da Venezuela, e do Universitario de Sucre, da Bolívia.

O jogo teve cenas de violência na arquibancada do estádio Parque Patricios. Segundo a imprensa peruana, torcedores do Alianz Lima brigaram entre si e chegaram até mesmo a causar sangramentos. O motivo do conflito não foi esclarecido, mas ocorre em uma época tensa para o clube. Na última semana, torcedores invadiram o vestiário da equipe para agredir atletas e na chegada à Argentina o elenco e o técnico Guillermo Sanguinetti foram vaiados.

O Huracán assegurou vaga na fase preliminar da Libertadores após conquistar o título da Copa Argentina no ano passado. E, após surpreender com uma goleada na capital peruana, apenas precisou administrar, aos olhos dos seus torcedores, a enorme vantagem que tinha nesta terça, pois podia perder por até três gols de diferença.

A estreia do Huracán na fase de grupos da Libertadores será no próximo dia 24, contra o Mineiros, em Buenos Aires. No dia seguinte, na Bolívia, os cruzeirenses abrirão campanha na competição diante do Universitario de Sucre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.