AFP Photo/ Kenzo Tribouillard
AFP Photo/ Kenzo Tribouillard

Ibra tatua nome de pessoas com fome e se une à causa da ONU

'As tatuagens não estão mais aqui, mas as pessoas ainda estão lá fora. Há 805 milhões sofrendo de fome no mundo', declara jogador

O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2015 | 18h13

Neste sábado, após marcar mais um gol acrobático pelo Paris Saint-Germain, Zlatan Ibrahimovic tirou a camiseta e mostrou o corpo cheio de tatuagens. Depois da partida, o atacante sueco explicou o que eram os desenhos, que estavam espalhados pelo peito e nos braços. 

"Eu tinha 15 tatuagens não permanentes em meu corpo. Estes são os nomes de pessoas reais que sofrem de fome no mundo. Se as tatuagens não estão mais aqui hoje, essas pessoas ainda estão lá fora. Há 805 milhões de pessoas que sofrem de fome no mundo", disse o jogador, neste domingo, durante entrevista coletiva para anunciar a parceria com Programa Mundial de Alimentação (World Food Programme), da ONU. 

Em um vídeo publicado no site da instituição, Ibrahimovic fala que "tenho torcedores por todo o mundo. A partir de hoje, quero que a torcida vá para pessoas que realmente precisam. Então, sempre que ouvirem meu nome, vocês vão pensar nos nomes delas. Sempre que vocês me verem, vocês os verão".  Na mesma página, é possível ver fotos das pessoas que foram homenageadas pelo jogador. 

"Espero que vocês os vejam através de mim para ajudar o Programa Alimentar Mundial. Esta é a primeira vez que me comprometo publicamente com uma instituição de caridade. Se pudermos tocar os grandes líderes deste mundo, sei que nós poderemos resolver todo o problema da fome no mundo", completou o craque na entrevista sediada no Parc des Princes, estádio do PSG. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futinterpsgIbrahimovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.