Miguel Medina / AFP
Miguel Medina / AFP

Ibrahimovic brilha, Milan bate a Inter de Milão e se isola na ponta do Italiano

Time rubro-negro é o único do torneio a somar quatro vitórias nas primeiras quatro rodadas

Redação, Estadão Conteúdo

17 de outubro de 2020 | 16h15

O Milan mostrou neste sábado que não é líder do Campeonato Italiano por acaso ao vencer o clássico de Milão diante da Internazionale por 2 a 1, no Giuzeppe Meazza. O confronto foi decidido com dois gols de Ibrahimovic, que retornou ao time após se recuperar da covid-19. Os anfitriões marcaram com Lukaku.

O Milan manteve a campanha perfeita na competição. Ostenta quatro vitórias em quatro partidas e é o único a somar 12 pontos. Com isso, se isolou na ponta da tabela de classificação, enquanto que a Inter sofreu sua primeira derrota no torneio e caiu para o sexto lugar, estacionada nos sete pontos.

Recuperado do coronavírus, Ibrahimovic foi o grande protagonista da partida, especialmente nos primeiros minutos da etapa inicial. O experiente centroavante sofreu pênalti de Kolarov, viu o goleiro Handanovic defender sua cobrança, mas pegou o rebote e abriu o placar aos 12 minutos. Aos 15, completou cruzamento de Rafael Leão e ampliou o marcador.

Dominada, a Inter só acordou depois de sofrer os dois gols. Os anfitriões aumentaram a produção ofensiva e insistiram até diminuir a desvantagem com Lukaku. O centroavante belga recebeu passe de Perisic e, livre na pequena área, balançou as rede aos 28 minutos.

Na etapa complementar, como previsto, a Inter se lançou ao ataque desde o começo e pressionou o arquirrival. Hakimi, Barella e Lukaku exigiram ótimas defesas de Donnarumma, que acabou se tornando um dos destaques do clássico de Milão. O árbitro chegou a assinalar pênalti do goleiro em Lukaku, mas o VAR apontou impedimento e a penalidade foi anulada. O lance polêmico gerou muita reclamação.

Mais acionado e também o mais perigoso da Inter, Lukaku teve duas oportunidades para empatar nos acréscimos. O atacante belga quase foi às redes de novo primeiro em finalização de bico, que passou à direita do gol, e depois em arremate de calcanhar defendido por Donnarumma.

Em outro duelo já encerrado neste sábado, o Napoli, que recentemente perdeu por WO por não ter comparecido ao confronto diante da Juventus, goleou a Atalanta por 4 a 1 e subiu para o terceiro lugar, com oito pontos, um a menos que o time de Bérgamo, que aparece na vice-liderança e perdeu os 100% de aproveitamento no torneio. A Sampdoria fez 3 a 0 na Lazio (11ª) e ocupa a nona colocação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.