Alberto Lingria/Reuters
Alberto Lingria/Reuters

Ibrahimovic critica LeBron por se posicionar politicamente e elogia Ronaldo Fenômeno

Para o centroavante do Milan, celebridades erram ao escolherem um lado no debate político, podendo causar más impressões

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2021 | 20h42

O atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, atualmente no Milan, comentou sobre duas outras grandes personalidades do esporte, Ronaldo Fenômeno e LeBron James, em uma entrevista para a Uefa e o canal sueco Discovery+. Enquanto sobre o brasieliro só se ouviram elogios, para o jogador de basquete norte-americano o tom foi mais crítico.

Ibrahimovic exaltou a qualidade de James como atleta, mas criticou a atuação política dele. "O que ele faz é fenomenal, no entanto, não gosto quando pessoas com qualquer tipo de 'status' falam sobre política. Você faz o que é bom. Eu jogo futebol porque sou o melhor no futebol. Não, eu faço política. Se eu fosse político, me dedicaria à política", opinou o centroavante sueco.

"Esse é o primeiro erro que as celebridades cometem quando sentem que chegaram. Para mim, é melhor ficar longe dessas questões e fazer o que você é bom, em caso contrário você corre o risco de não causar uma boa impressão", afirmou Ibrahimovic.

LeBron tem uma atuação política bastante destacada, tendo feito oposição a Donald Trump durante os quatro anos do mandato do ex-presidente republicano e pedindo votos para Joe Biden na última eleição. Também apoiou os protestos do movimento Black Lives Matter após o assassinato de George Floyd e tem uma atuação destacada em prol dos jovens necessitados da cidade de Akron, Ohio, onde cresceu.

Ibrahimovic, por sua vez, também apoia causas como a luta contra a fome, já tendo tatuado o nome de 50 crianças que sofriam deste mal para chamar atenção para o problema, em campanha com as Nações Unidas.

Já sobre Ronaldo, Ibrahimovic despejou sua admiração. "Sempre digo a todos os que jogam comigo: 'Ronaldo é o jogo de futebol'. Para mim esse Ronaldo é futebol. A forma como se movia, a forma como fazia os passes. Para mim é o melhor jogador de história, sem dúvida", exaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.