Nicolas Tucat/AFP
Nicolas Tucat/AFP

Ibrahimovic não se abala com críticas na França após polêmica

Atacante esbravejou contra 'país de m...' e virou alvo de cobranças

Estadão Conteúdo

25 Março 2015 | 13h02

Conhecido por seu talento em campo e polêmicas fora dele, Zlatan Ibrahimovic foi protagonista de mais uma na França. Revoltado com a arbitragem de uma partida diante do Bordeaux, o sueco do Paris Saint-Germain foi flagrado esbravejando contra o "país de m...". Imediatamente foi criticado pela opinião pública e até por políticos locais, mas nada disso parece abalá-lo.

"Tudo que tem acontecido na França... Esta turbulência, o pânico, para mim é normal. Não há problemas, acreditem em mim", disse o atacante do Paris Saint-Germain nesta quarta-feira, em entrevista na cidade de Estocolmo, onde se prepara para o duelo da Suécia diante da Moldávia pelas Eliminatórias da Eurocopa.

Além de ter despertado a ira dos cidadãos franceses, Ibrahimovic também revoltou alguns governantes do país. O ministro do Esporte, Patrick Kenner, não aceitou as desculpas pedidas pelo atacante, e políticos de extrema direita chegaram a dizer que ele deveria deixar o país.

O sueco, no entanto, minimizou e disse não se importar com opiniões de pessoas que não sejam próximas dele. "Todos os outros, acreditem em mim, não me dão nem coceira. Mesmo que sejam ministros e jornalistas. Tudo que vai, volta", declarou.

Ibrahimovic também ressaltou suas críticas ao árbitro daquela partida, Lionel Jaffredo. "A questão é o porquê de eu ter ficado bravo. Sobre isso, ninguém discutiu", comentou. "Ele precisa fazer o trabalho dele e deveria fazê-lo da maneira correta."

O jogador ainda se disse perseguido pela opinião pública francesa. "Eles só querem me tirar do topo, mas não vão conseguir. Nem vocês", disse aos repórteres. "Eu me sinto muito bem no topo e é aqui que eu vou ficar."

Mais conteúdo sobre:
futebol internacional Ibrahimovic PSG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.